quarta-feira, 24 de agosto de 2016

POLÍTICA há cerca de 6 horas atrás Sérgio Moro receberá honraria máxima do Exercito Brasileiro

A Coluna Esplanada informa que o Exército do Brasil vai conceder ao juiz federalSérgio Moro, que comanda a operação Lava Jato contra a corrupção, a Medalha do Pacificador, que é a maior honraria da força.
A decisão foi publicada na Portaria nº 946, de 4 de agosto, por decisão do Comandante da Força, general Villas Boas.
Isso deixa claro de que lado o nosso Exército está.

TRE e zonas eleitorais adotam plantão para garantir rapidez às ações judiciais


Simone Di Bernardi Martins, servidora da Corregedoria Regional Eleitoral do TRE/SC
FOTO: Solon Soares/Agência AL
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SC), em Florianópolis, e as 105 zonas eleitorais espalhadas pelo território barriga-verde atuarão em regime de plantão aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 19 horas, no período de 15 de agosto a 7 de outubro. “O plantão tem um viés processual, é para garantir a  celeridade das ações, para que os advogados possam peticionar ou entregar as defesas dentro dos prazos, que são contínuos e peremptórios”, explicou Simone Di Bernardi Martins, servidora da Corregedoria Regional Eleitoral do TRE/SC, que conversou com a Agência AL na tarde desta terça-feira (23).
A rapidez na tramitação de processos eleitorais está prevista na Lei Complementar 64/90, conhecida como lei das inelegibilidades, cujo artrigo 16 estabelece que os prazos na Justiça Eleitoral são peremptórios e contínuos e que a partir de 15 de agosto, ultimo dia para registro de candidaturas, não se suspendem aos sábados, domingos e feriados. “As principais demandas nos plantões referem-se a registros de candidaturas, representações, direito de resposta e ações de investigação eleitoral”, descreveu Simone Di Bernardi.
Vítor Santos
AGÊNCIA AL

Caminhoneiros de todo o país paravam em Curitiba para comprar cocaína; disque-drogas funcionava 24 horas

Quadrilha vendia cocaína para caminhoneiros na região de Curitiba – Foto: AN/Banda B


A quadrilha de tráfico de drogas presa em operação deflagrada por policiais da Denarc (Divisão Estadual de Narcóticos) da Polícia Civil do Paraná usava um telefone com plantão 24 horas para atender caminhoneiros de todo o país interessados em comprar cocaína e outras drogas na região de Curitiba. A informação foi repassada nesta quarta-feira (24) pela Polícia Civil após o cumprimento de 22 mandados judiciais – sendo 10 de prisão e outros 12 de busca e apreensão. Os dez presos foram apresentados à imprensa nesta manhã, entre eles uma universitária 20 anos, namorada do traficante Oneias Krupnitski, de 30 anos, que já está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara, condenado por dois homicídios e tráfico de drogas. Segundo a polícia, a jovem agia nas ruas sob as ordens do namorado preso, que seria o líder da quadrilha.
“Estamos investigando esta quadrilha há cinco meses após recebermos denúncias de que caminhoneiros de todo o país passavam por Curitiba para comprar drogas do grupo do traficante conhecido como Neinha, que está preso. Eles compravam cocaína nas margens das rodovias ou em postos de combustíveis e seguiam viagem. Prendemos uma universitária no grupo que é casada com o Neinha. Ela recebia o dinheiro e repassava a droga para os integrantes da quadrilha, que embalavam e entregavam a droga”, disse a delegada do DENARC, Camila Ceconelo.
Segundo a polícia, o grupo tinha um telefone de plantão 24 horas que recebia cerca de 15 ligações por dia. “Eles chegavam a vender cerca de R$ 10 mil por dia em cocaína”, afirmou a delegada.
A quadrilha já havia adquirido uma casa de prostituição em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, para a lavagem do dinheiro. A casa já foi fechada pela polícia.
drogas5
Drogas, armas e dinheiro foram apreendidos
80 caminhoneiros
A delegada informou que já entrou com uma representação junto à Justiça para a cassação da Carteira nacional de Habilitação – CNH – de motoristas já identificados como usuários de drogas fornecidas pela quadrilha. “Temos uma lista de pelo menos 80 clientes e, aqueles que já conseguimos identificar, já pedimos a cassação da CNH”, completou a delegada.
Operação Têmis
A operação batizada de Têmis acontece em Curitiba e Região Metropolitana e conta com cerca de 50 policiais da Denarc e guardas municipais de São José dos Pinhais e com o apoio do GOA (Grupamento de Operações Aéreas) da Polícia Civil.
A “Operação Têmis” tem como objetivo prender uma quadrilha suspeita de fornecer cocaína para motoristas de ônibus que circulam pelas estradas do país – colocando em risco milhares de pessoas.
Parte do dinheiro arrecadado com a venda de droga era usada para custear as obras de construção da casa de Neinha e a esposa presa, que fica na região metropolitana. Os dois estão entre os alvos desta operação que já apreendeu sete armas, dois quilos de cocaína e cerca de R$ 100 mil.
Segundo a polícia, a quadrilha chegava a vender de 70 a 100 buchas de cocaína por dia para os caminhoneiros – arrecadando até R$ 10 mil por dia. As pessoas presas responderão pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, lavagem de dinheiro e associação para o tráfico – além de outros crimes.

PR< Mutirão de Cirurgias é prorrogado e fará mais 15 mil procedimentos gratuitos

O Mutirão de Cirurgias Eletivas do Paraná foi prorrogado até dezembro e deverá realizar até lá mais 15 mil procedimentos gratuitos para a população. Até agora, em um ano, o mutirão realizou 45 mil cirurgias. O prazo venceria dia 31 de agosto, mas nesta terça-feira (23) o governador Beto Richa anunciou a prorrogação para ampliar o atendimento pelo programa, que contempla pacientes de todas as regiões do Estado. 

O investimento, que já chegou a R$ 33 milhões, alcançará R$ 50 milhões, com recursos do Tesouro Estadual. “O programa é um sucesso e precisa de continuidade. Temos o compromisso de reduzir filas para cirurgias eletivas e garantir aos paranaenses um atendimento de qualidade, mais ágil e humano”, afirmou o governador, na solenidade realizada no Palácio Iguaçu, em Curitiba. “Esse programa é um exemplo concreto de que uma administração se justifica quando gera ações que mudam a vida das pessoas. Com planejamento e definindo como prioridade, conseguimos resultados positivos na área da saúde”, defendeu Richa. 

FILA ZERADA - Há um ano, quando foi lançado, a meta inicial do programa era de 30 mil cirurgias, mas foi superada em 50%. Das 45 mil cirurgias eletivas já realizadas, 20 mil foram de catarata e a fila por este atendimento está sendo zerada. Com o mutirão do Governo do Estado, muitas pessoas que aguardavam por anos sua vez de operar foram atendidas. No caso da cirurgia de catarata, o benefício é imediato. Pessoas que ficaram praticamente cegas estão podendo voltar a enxergar.

Agora, a prioridade é acelerar o atendimento em cirurgias de otorrinolaringologia, ortopédicas, vasculares (varizes), ginecológicas e gerais (vesícula e hérnia). 

ÚNICO DO PAÍS - Michele Caputo Neto, secretário de Estado da Saúde, explica que o Governo do Paraná é o único do país a aplicar recursos próprios nesta área. O programa deverá ser finalizado com 60 mil cirurgias. “O mutirão superou nossas expectativas. Além de grandes cidades, muitos municípios de pequeno porte receberam cirurgias eletivas. É uma demonstração do compromisso do governo com a saúde pública”, afirmou Caputo.

HOSPITAIS – O diretor do Hospital Angelina Caron, Marco Antonio Caron, ressaltou a importância do mutirão para a melhoria da qualidade de vida da população. “Somos o maior parceiro do Estado no atendimento pelo sistema público de saúde. Temos interesse em dar continuidade à parceria nas cirurgias. O Estado melhora as condições de vida da população e, além disso, paga mais que a tabela do SUS”, afirmou. De acordo com ele, a unidade de Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, faz cerca de 300 cirurgias por mês pelo mutirão.

A Santa Casa de Paranavaí, no Noroeste do Estado, fez em média 180 cirurgias eletivas, com destaque para a de catarata. “Com a prorrogação do mutirão, estaremos bem próximos de zerar a fila por esse tipo de cirurgias na região”, afirmou o diretor da unidade, Héracles Alencar Arrais. Ele defendeu o programa e elogiou a decisão do governo estadual. “Essas cirurgias normalmente não são classificadas como prioritárias. No entanto, são muito importantes para qualidade de vida das pessoas”, disse.

Box 

Governo formaliza parceria com a Fundação

Estadual de Atenção em Saúde

Na mesma solenidade, o governador Beto Richa assinou o contrato de gestão que formaliza a parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde e a Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná (Funeas-Paraná). O documento estabelece o vínculo jurídico entre as duas instituições públicas e possibilita que ambas trabalhem juntas para fortalecer a rede própria de hospitais e unidades. O objetivo é aumentar a eficiência dos serviços públicos de saúde, implantando um novo modelo de gestão dentro da rede

AMPLIAR A OFERTA - Somente neste ano, o Governo do Estado vai destinar R$ 24 milhões à Funeas-Paraná, que por sua vez terá a missão de ampliar a oferta de serviços nas seguintes unidades: Centro Hospitalar de Reabilitação (Curitiba), Hospital Regional do Litoral (Paranaguá), Hospital Estadual de Guaraqueçaba, Hospital Regional de Telêmaco Borba, Escola de Saúde Pública do Paraná (Curitiba) e Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (Piraquara).

PROFISSIONAIS E ESTRUTURAS - A medida vai possibilitar a contratação de novos profissionais, além de melhorar a estrutura física e parque tecnológico dos hospitais e unidades próprias. A contratação de recursos humanos será feita mediante concurso público a ser realizado ainda este ano e o regime de trabalho será pela CLT. O Edital de Concurso Público para contratação de 969 novos servidores para o Quadro Próprio dos Servidores da Saúde não substitui o que será realizado pela FUNEAS.

CUMPRIMENTOS DE METAS - Até 2018, o contrato prevê ações na área de atenção hospitalar; atenção ambulatorial; desenvolvimento de pesquisas e tecnologias em produção de imunobiológicos, medicamentos e insumos; bem como na área de educação permanente. O repasse será feito a partir do cumprimento de metas avaliadas por representantes da Secretaria Estadual da Saúde, Tribunal de Contas e do Conselho Estadual de Saúde.

No Centro Hospitalar de Reabilitação, em Curitiba, o objetivo é reforçar o quadro de funcionários e abrir novos serviços. Com o apoio da Funeas-Paraná, será possível ampliar em 20% o número de leitos disponíveis no hospital. Também através da parceria, o Estado conseguirá colocar em funcionamento o Hospital Regional de Telêmaco Borba e qualificar o atendimento nos hospitais Regional do Litoral e Estadual de Guaraqueçaba. 

No CPPI, a mudança permitirá que a unidade estabeleça contratos com o Instituto Butantan para a produção compartilhada de soro antiloxoscélico. Já a Escola de Saúde Pública vai implantar a plataforma de educação à distância para capacitação dos profissionais do SUS, além de implementar os processos de tutoria para a formação profissional de agentes comunitários de saúde.


http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=90523&tit=Mutirao-de-Cirurgias-e-prorrogado-e-fara-mais-15-mil-procedimentos-gratuitos

Produtores rurais emitem 43 mil notas eletrônicas em um ano

A Secretaria de Estado da Fazenda registrou 43 mil notas fiscais eletrônicas emitidas por cerca de 1.000 produtores rurais desde o início do projeto piloto da NFP-e, em 23 de agosto do ano passado. Em valores, são R$ 170 milhões. O sistema, lançado oficialmente em janeiro deste ano, facilita a vida do homem do campo, dispensando sua ida à Prefeitura para fazer a emissão das notas.

“Temos potencial para multiplicar várias vezes esse número de usuários. Por isso, precisamos do apoio de sindicatos rurais e prefeituras para levar o aplicativo ao conhecimento do empreendedor rural. Ele só precisa de um computador e acesso à internet para emitir a nota fiscal em casa ou na própria empresa”, afirma o secretário da Fazenda, Antônio Gavazzoni.


Fotos: Prefeitura de Corupá / Divulgação

Para difundir a NFP-e, o auditor fiscal Ari Pritsch ministrou 16 treinamentos no último ano, capacitando 300 servidores municipais e 250 gestores de sindicatos rurais. “O nosso objetivo é formar multiplicadores. A disseminação depende muito das empresas com as quais os produtores têm negócios e de campanhas de incentivo por parte das prefeituras”, destaca Pritsch.  Hoje, há produtores de 115 municípios utilizando o sistema.

A administração municipal também é beneficiada com o aplicativo. Além de desafogar os serviços, a NFP-e traz economia de papel, com a dispensa dos formulários de NF. O campeão em emissão de notas é Corupá, na região Norte. “Por ano, a economia deve ser de R$ 15 mil por ano. Além disso, a nota eletrônica desafogou nosso atendimento na Prefeitura”, afirma Daniel Muller, coordenador de serviços da Prefeitura de Corupá.

Segundo o servidor municipal, dos 675 produtores ativos do município, 650 já fizeram cadastro para utilizar a nota eletrônica. “No início eles tiveram receio de mudar, mas agora quando pergunto se alguém quer voltar para o bloco, a resposta é unânime: não quero nem ver pela frente”, conta Muller. A Prefeitura fez vários treinamentos com produtores e compradores para convencê-los a aderir à nota eletrônica.
No Estado, o maior usuário é a Nakayama Indústria e Comércio de Madeiras, de Santa Cecília, no Planalto Serrano, que emitiu mais de 400 notas em julho.

 O funcionário Sadayoshi Kanashido, um dos responsáveis pela emissão de notas, conta que eles precisavam ir pelo menos uma vez por semana na prefeitura. “Tivemos que fazer um investimento alto para colocar internet na Fazenda, mas valeu a pena”, afirma.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Câmara de Itapoá convoca sessão extraordinária

No segundo dia da greve dos servidores municipais de Itapoá a Câmara de Vereadores convocou uma sessão extraordinária para a próxima quinta (25/8), às 10 horas. Os vereadores irão votar o projeto de lei 49/2016 que prevê a reposição da inflação e do vale-alimentação da categoria. Hoje (23/8) pela manhã as Comissões de Legislação e Finanças deram parecer favorável ao PL.

“Esperamos que a Prefeitura cumpra com a palavra e deposite o pagamento com a primeira parcela da reposição já na quinta à tarde, para que os trabalhos voltem ao trabalho na sexta”, disse a presidente do Sinsej, Mara Lúcia Tavares. Além disso, a categoria exige ainda a suspensão nos cortes da insalubridade e gratificações dos servidores da saúde.

Para amanhã (24/5) está marcada uma concentração, às 9 horas, em frente à prefeitura. Em seguida, se dirigem para o salão do restaurante Pérola, onde acontecerá uma formação sobre ajuste fiscal. Na quinta, todos os trabalhadores devem estar presentes na Câmara para acompanhar a votação do projeto.


Polícia Civil lança segunda via da carteira de identidade pela internet

Desde ontem (22) os cidadãos de Curitiba e Cascavel poderão solicitar a segunda via da carteira de identidade pela internet. O documento será expedido após a confirmação do pagamento da taxa de R$ 26,63 e enviado ao posto escolhido pelo solicitante em três dias úteis para capital e até sete dias para as cidades do Interior. As demais cidades do estado deverão receber o projeto em até 30 dias.

O projeto-piloto inédito no país foi lançado nesta segunda-feira (22) pela Polícia Civil do Paraná em parceria com a Celepar. De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Júlio Cezar dos Reis, o Paraná é o primeiro estado a implantar este serviço no Brasil. “Além de sermos pioneiros na implantação do projeto, teremos condições de atender milhões de usuários, facilitando a vida da população”, disse Reis. Mais de dois milhões de usuários já se encontram com os requisitos para aderir o serviço. "O objetivo é melhorar ainda mais a qualidade dos serviços prestados pelo Instituto de Identificação (IIPR) à população", afirmou o delegado-geral.

Para ter direito a 2ª Via Rápida o solicitante tem que ter feito o documento de identidade no Paraná nos últimos três anos - o próprio sistema confirmará se o usuário está apto ou não para utilizar o serviço. O sistema não permite qualquer alteração de dados ou imagens. Para esses casos, a solicitação deverá ser realizada pessoalmente no IIPR após agendamento prévio.

O diretor do Instituto de Identificação, Marcus Michelotto, afirma que o projeto implantado trará mais agilidade nos serviços prestados à população. “Além de agilizar os serviços e amenizar a grande procura do agendamento, o usuário que cadastrar seu celular ainda receberá uma mensagem confirmando que o documento está pronto para ser retirado”, ressalta Michelotto, completando que a entrega do documento será feita por meio do reconhecimento biométrico do próprio cidadão no posto de Identificação escolhido.

Os documentos solicitados para menores de idade serão entregues aos pais ou representante legal, mediante apresentação de documentos.

NÚMEROS – Hoje, o Instituto de Identificação produz mais de 2 mil carteiras de identidades por dia, sendo mais de 50 mil por mês, totalizando mais de 600 mil no ano, em todo Paraná.

CIDADES QUE RECEBERÃO O PROJETO - Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Jacarezinho, Laranjeiras do Sul, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa, Telêmaco Borba, Toledo, São Matheus do Sul, União da Vitoria, Umuarama, Paranavaí, Guarapuava e Paranaguá.

Primeiro dia de greve em Itapoá


 Hoje (22/8) foi o primeiro dia de greve dos servidores municipais de Itapoá. A categoria concentrou-se em frente à Prefeitura às 8 horas. Às 9 horas foi realizada uma assembleia com rejeição da proposta feita pelo governo na última sexta-feira. Em seguida, um grupo de trabalhadores e diretores do Sinsej dirigiram-se ao gabinete do prefeito em exercício, Josênio Vieira Bernardi.

Na reunião, a Prefeitura fez apenas uma mudança na sua proposta: reduzir para duas parcelas a reposição da inflação. Quanto à insalubridade e gratificações não houve avanços.

Em contraproposta, a categoria informou que voltará ao trabalho assim que for feito o pagamento da primeira parcela da reposição da inflação e do vale-alimentação. Outra exigência é que seja retomado o pagamento da insalubridade e gratificações aos servidores da saúde. “Essa é a segunda greve do ano que precisa ser feita para garantir o direito dos servidores de Itapoá. Um absurdo que demonstra a falta de interesse da administração em garantir o mínimo para seus funcionários e munícipes”, disse a presidente do Sinsej, Mara Lúcia Tavares.

No decorrer desta semana os trabalhadores acompanharão os trâmites do projeto da inflação na Câmara de Vereadores.


Créditos fotos: Aline Seitenfus



Falta pouco mais de um metro para Rio Ivaí atingir a ponte na rodovia PR-323

Fotos: Oséias Miranda e Júlio Rodrigues

PR-323 – Com a chuva do último final de semana, o Rio Ivaí voltou a subir consideravelmente, os bombeiros realizaram vistoria na ponte localizada na rodovia PR-323 entre Doutor Camargo e Cianorte.
De acordo com o repórter Oséias Miranda que acompanhou o Capitão Nivaldo do Corpo de Bombeiros, o rio Ivaí está seis metros acima do nível normal, ou seja, faltando pouco mais de um metro para atingir a ponte.
Mas, até o momento foi declarado estado de alerta e a interdição por enquanto foi descartada, a ponte continuará sendo monitorada e caso volte a chover no centro do Estado poderá haver a necessidade de interdição total da ponte.

Ceasa tem crescimento na comercialização de hortifrutigranjeiros em julho


O mês de julho foi marcado pelo aumento das comercializações de hortifrutigranjeiros na Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina S/A (Ceasa/SC). O volume de frutas, verduras e legumes comercializados foi de 27,35 mil toneladas, 11,25% maior que o mês anterior, movimentando R$ 54 milhões.

O preço dos produtos também teve uma queda considerável, os hortifrutigranjeiros em julho estavam custando 11,61% menos do que em junho.  Se comparado com o mês anterior, o preço médio por quilo foi de R$ 1,99 enquanto em junho foi de R$2,25.  Produtos como batata, tomate, laranja, mamão, cebola, cenoura, couve-flor, brócolis de cabeça e morango tiveram quedas de preço em média de 25 a 30%. Já produtos como melancia, banana, abacaxi, pimentão, vagem tiveram aumentos médios de até 30%.

O presidente da Ceasa, Agostinho de Pauli, explica que a diminuição de preços pode ser explicada pelo aumento da oferta de alguns produtos. E o aumento dos preços acontece devido ao inverno que prejudica a produção de certas verduras e frutas como vagem, pimentão e banana.

“O crescimento na comercialização na Ceasa mostra a força da economia catarinense que, mesmo em momentos de crise, consegue crescimento na agricultura, demonstrando um excelente trabalho realizado por toda a comunidade agrícola alinhada a qualidade e vida da população que exige uma excelente alimentação acarretando na melhoria da qualidade de vida dos catarinenses”, afirma.

Pauli destaca ainda o apoio para que aumente a participação dos produtos de Santa Catarina na Ceasa. “Temos um mercado promissor para a agricultura do Estado, que cresce ano após ano, sendo um grande fomentador da agricultura catarinense.”

Ceasa/SC

As Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina S/A são uma empresa vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e funcionam como um elo entre o produtor e o consumidor por meio da comercialização atacadista e varejista de pescado, produtos hortifrutigranjeiros, alimentos e insumos orgânicos, produtos ornamentais e de floricultura e artesanais.

Realizada, no auditório da APAE, a primeira reunião do 3º Paradão da Solidariedade nesta segunda


Hoje foi realizada, no auditório da APAE, a primeira reunião do 3º Paradão da Solidariedade, edição a ser realizada pelo Conseg Itapoá-SC, sob a direção organizacional de Marcelinho Mardegan, idealizador do evento, que vai acontecer a partir do dia 08 de outubro de 2016 em Itapoá-SC, durante algumas semanas.

O tema principal dessa terceira edição do evento é a Segurança Pública Preventiva!
O objetivo é promover a mobilidade social por meio de ações solidárias envolvendo a sociedade civil organizada, incluindo ações de segurança pública preventiva, arrecadação de alimentos e produtos de higiene e recreação.


Durante o 3º Paradão da Solidariedade serão realizados eventos como: Café Colonial da APAE, que acontecerá no dia 08 de outubro na sede da APAE, quando será realizado o lançamento do 3º Paradão da Solidariedade; e a Gincana do 3º Paradão da Solidariedade, composta de atividades esportivas, palestras, teatros, arrecadação de alimentos e produtos de higiene, e muitas outras ações, todas embasadas na temática da segurança pública preventiva.


As entidades municipais beneficiárias que se candidataram para receber as arrecadações do 3º Paradão da Solidariedade são: Ação Social Coração Solidário; Rotary; APAE; Associação da Polícia Militar e Associação dos Corredores de Itapoá - ACORI. As distribuições das arrecadações serão de responsabilidade das Entidades Beneficiárias às famílias carentes por elas devidamente cadastradas ou para atender as necessidades de seus projetos sociais.


Maiores informações serão disponibilizadas no face do Conseg Itapoa e divulgadas nos principais meios de comunicação da cidade!


Fonte Marcelo Mardegan

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Para OAB, novo ajuste fiscal de Richa é “festival de inconstitucionalidades”

Betina Grupenmacher. Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

A comissão de Direito Tributário da OAB paranaense criticou duramente o pacote de ajuste fiscal enviado pelo governo Beto Richa (PSDB) à Assembleia Legislativa. Em audiência pública nesta segunda-feira, representantes da instituição apontaram diversas ilegalidades no projeto.
“Esse pacote é um festival de inconstitucionalidades”, afirma a professora Betina Grupenmacher, vice-presidente da comissão de direito Tributário. Segundo ela, a comissão se reuniu emergencialmente na semana passada depois de saber do envio do projeto ao Legislativo.
Boa parte das críticas da comissão tem a ver com a reforma do Conselho de Contribuintes, órgão ligado à Receita Estadual e que tem como atribuição julgar administrativamente recursos de cidadãos e empresas que creem estar sendo cobrados injustamente pelo governo.
“As reformas prejudicam a paridade entre governo e contribuintes, diminuem a possibilidade de recursos do contribuinte e, na minha interpretação, reduzem até o valor das provas apresentadas pelo contribuinte”, afirma a professora.
As reformas estão sendo promovidas pelo governo do estado depois de escândalos fiscais como os descobertos no Paraná, na Operação Publicano, e no governo federal, com a Zelotes. Segundo a OAB, as novas regras, ao dificultar as contestações dos contribuintes, podem incrementar as receitas do estado.
Alguns pontos do pacote são elogiados pela OAB, como a eliminação do recurso hierárquico, que permitia ao secretário da Fazenda reverter qualquer decisão do Conselho de Contribuintes. “Mas temos que discutir esses outros pontos antes da aprovação”, diz a professora.
A pressa para a aprovação, aliás, é outro ponto questionado pela OAB. O governo do estado, na própria mensagem enviada à Assembleia, pede que a tramitação ocorra em regime de urgência. “Quem é o governador para pedir regime de urgência? Ele pode enviar o projeto, mas quem decide o ritmo da tramitação é a Assembleia”, afirma.
O pacotaço, enviado na segunda passada (15) chegou a entrar na pauta da Comissão de Constituição e Justiça já no dia seguinte (16). Mas acabou não sendo votado na ocasião. O governo pretende encerrar a votação até 30 de setembro para incluir as mudanças já no orçamento de 2017.
A OAB diz ainda que outros pontos do projeto têm erros legais. Exemplo é a criação de taxas para uso de recursos hídricos e de recursos minerais. Seguindo a comissão, as taxas estão “disfarçadas” de fiscalização mas se parecem mais com impostos. E, sendo impostos, não poderiam ser criadas dessa maneira.
“Taxas de polícia, como as que o governo parece dizer que está criando, servem para pagar serviços de fiscalização. Essas taxas cobram pelo uso da água e de recursos minerais. São impostos”, diz Betina.
Quanto à alienação de ações da Copel e da Sanepar, prevista no projeto, a professora diz que seria necessário já no projeto “carimbar” o dinheiro, já que depois da aprovação a venda poderá ocorrer sem que o processo tramite de novo pela Assembleia.

RESSACA NO MAR DE GUARATUBA AVANÇA NO CALÇADÃO. VEJA!

Foto: Rodrigo José Tozin/Colaboração
A frente fria que avançou sobre o Paraná no último fim de semana fez que o mar ficasse agitado. O leitor Rodrigo José Tozin registrou a ‘ressaca’ no mar de Guaratuba, no Litoral do estado.
Alguns populares chegaram a se arriscar no calçadão, mesmo com o mar invadindo as calçadas. A tendência é que as águas sigam agitadas no início desta semana. As ondas devem chegar até a 2,5 metros.

Prefeitura de Paranaguá se mobiliza para vacinar população contra dengue

O município que enfrentou a pior epidemia de dengue de todos os tempos no Estado está se mobilizando para vacinar quase 92 mil pessoas contra a doença. Paranaguá concentrou o maior número de casos e mortes do Paraná no último período epidemiológico, de agosto de 2015 a julho de 2016.

“Buscamos o apoio de líderes e formadores de opinião da cidade para que assumam seu protagonismo e incentivem os cidadãos a se vacinarem contra a dengue. O que não podemos permitir é que Paranaguá passe por mais uma epidemia”, afirmou o diretor-geral da Secretaria estadual da Saúde, Sezifredo Paz.

No período epidemiológico 2015/2016, Paranaguá foi responsável por 15.779 confirmações de dengue. O valor representa 28% dos casos confirmados em todo o Paraná. A situação fez com que o Governo do Estado buscasse outra ferramenta, além das ações ambientais, para evitar a mesma situação nas próximas estações. 

“Um município de apenas 134 mil habitantes não pode concentrar uma porcentagem tão grande de casos em um Estado com uma população de 11 milhões de pessoas. Estamos realizando um trabalho intenso para não deixar essa situação se repetir”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira.

VACINA - A vacina da dengue em Paranaguá está disponível para pessoas de 9 a 44 anos até 3 de setembro em sete pontos: Unidade de Saúde (US) do Araçá; US da Vila Garcia; US da Serraria do Rocha; US Rodrigo Gomes, na Ilha dos Valadares; Centro de Referência da Dengue, na Baduca; Centro Municipal de Diagnóstico João Paulo II; e Secretaria Municipal de Saúde, na Av. Gabriel de Lara.

ADESÃO – Apesar do susto que a dengue causou na cidade, a adesão à vacina ainda está abaixo do esperado pela Secretaria de Estado da Saúde. 

“A impressão que dá é que as pessoas esqueceram todo o sofrimento que a doença causou e não estão mais tão preocupadas. A população precisa lembrar que só aqui no município tivemos 29 mortes por dengue”, diz a diretora da 1ª Regional de Saúde, Ilda Nagafuti.

Quem não esqueceu o que viveu no início do ano foi a enfermeira Marilene de Oliveira. Ela trabalhou no Centro de Referência da Dengue durante o pico da epidemia. “Após tantos anos de profissão, nunca vi tanta dor. Já no primeiro caso que peguei, mesmo com toda a assistência, vi um filho perder a mãe por dengue”, relembra ela.

ESTRATÉGIA – Outro motivo que pode justificar a baixa adesão é a faixa etária contemplada pela campanha. “As pessoas que devem tomar a vacina fazem parte de um grupo que não costuma buscar os serviços de saúde, por isso organizamos 15 equipes volantes para levar a vacina até a população”, diz a chefe do Centro estadual de Epidemiologia, Júlia Cordellini.

A Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a Prefeitura de Paranaguá, adotou uma nova estratégia. Desde a semana passada, grupos estão indo até as escolas para esclarecer dúvidas e vacinar. “Na primeira experiência, fomos a um grande colégio estadual e os adolescentes fizeram perguntas bastante pertinentes. Com as dúvidas sanadas, os alunos desceram em massa para se vacinar”, afirma Júlia.

Uma parceria também foi fechada com a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (Aciap). A instituição está indicando empresas com grande número de funcionários que façam parte da faixa etária que deve receber a vacina para que as equipes possam ir até o local. 

“O comércio de Paranaguá sentiu muito a epidemia de dengue, principalmente o segmento de turismo. No auge do verão, quando costumava aumentar o movimento em restaurantes e hotéis, houve uma grande evasão. Vamos auxiliar na campanha e esperamos que o parnanguara faça fila para se vacinar, porque a dengue mata”, enfatiza o presidente da Aciap, Arquimedes Anastácio.

COMUNIDADE – Para dar o exemplo, o presidente da Aliança dos Presidentes de Associações de Moradores e Lideranças Comunitárias de Paranaguá, Marcos Alves, já foi se vacinar. “Fui me vacinar e também levei meu filho. Aquele que ama sua família e sua comunidade deve incentivar a vacinação. Estou engajado com a causa, pois Paranaguá não merece sofrer como já sofreu”, diz.

A Câmara Municipal de Paranaguá recebeu a equipe da Secretaria da Saúde na sexta-feira (19). Foram discutidas outras estratégias para atingir a população do município e agendados pronunciamentos em sessões com os 17 vereadores que representam a cidade.

Líderes religiosos católicos e evangélicos também estão comprometidos em auxiliar na vacinação contra a dengue. Em reunião com representantes da Secretaria da Saúde, o bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, autorizou a aplicação da vacina em aulas de catequese e garantiu que irá incluir anúncios sobre a campanha nas missas de paróquias da região.

“Estamos trabalhando intensamente para mudar o cenário da dengue no Estado. Para isso, precisamos que as pessoas se vacinem. Imunizando o público-alvo da campanha com as 500 mil doses da vacina compradas pelo Governo do Estado, vamos conseguir diminuir a circulação do vírus e, indiretamente, proteger toda a população. É um ato de solidariedade”, ressalta Cleide.

Além de Paranaguá, outros 29 municípios do Paraná também foram contemplados com a vacina, são eles: Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida, Tapira, Santa Isabel do Ivaí, Cruzeiro do Sul, Santa Fé, Munhoz de Melo, Marialva, Paiçandu, São Jorge do Ivaí, Maringá, Mandaguari, Sarandi, Iguaraçu, Ibiporã, Jataizinho, Porecatu, Bela Vista do Paraíso, Assaí, Cambé, Londrina, Sertanópolis, Leópolis, São Sebastião da Amoreira, Itambaracá, Cambará e Maripá.


http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=90501&tit=Prefeitura-de-Paranagua-se-mobiliza-para-vacinar-populacao-contra-dengue

MORTE NO RODEIO



O peão Webert Cordeiro, conhecido como Curica, morreu pisoteado por um touro na noite de ontem (20). Ele participava de um rodeio durante a exposição da cidade de Juara, no Mato Grosso.

Um vídeo registrou o momento que o homem cai e é pisoteada no peito pelo animal. Ele ainda levanta e caminha cambaleando. Logo chega o socorro mas o homem de 30 anos não resistiu aos ferimentos. 

Motoristas e cobradores atrasam saída de ônibus em Curitiba contra demissão em massa; empresa nega

Motoristas e cobradores da Viação Cidade Sorriso, em Curitiba, realizaram na manhã desta segunda-feira (22) uma assembleia que atrasou a saída de ônibus de várias linhas na Região Sul de Curitiba. Os trabalhadores reclamam de assédio moral e demissões em massa. A empresa nega (ver nota abaixo).
assembleia
Manifestação na Viação Sorriso (Foto: Sindimoc)
A assembleia aconteceu por volta das 4h desta segunda-feira, o que provocou atrasos na saída das linhas da Viação. O presidente interino do Sindimoc, o sindicato da categoria, Dino César, explicou que os trabalhadores demitidos são escolhidos a dedo.
“Os trabalhadores têm o benefício chamado de anuênio, que é o aumento de 2% no salário, mas empresa está mandando embora os mais antigos, para evitar o recebimento do direito do funcionário. Queremos alertar à população e as autoridades sobre o que está acontecendo”, afirmou à Banda B.
César explicou que a Viação Sorriso tem linhas na região sul de Curitiba, afetando os usuários do transporte coletivo de vários bairros. “Sítio Cercado, Umbará, Ganchinho, uma parte do Pinheirinho e outra do Boqueirão estão sendo atingidos pelo atraso da saída dos coletivos, que agora operam normalmente”, explicou.
O presidente interino destacou ainda que se a situação persistir levará a greve, que até o momento não está cogitada, mas também não foi descartada.
Outro lado
A assessoria de imprensa da Viação Cidade Sorriso enviou nota sobre o atraso na saída dos ônibus negando demissões em massa. “Sobre o protesto realizado nesta segunda-feira (22) pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), a Viação Cidade Sorriso informa que foi surpreendida com a manifestação, nega que esteja havendo demissão em massa e afirma que os desligamentos que porventura ocorreram foram feitos de acordo com os requisitos legais”, diz a nota.

Após neve e temporais, semana começa com frio intenso e sol em SC

Domingo foi de festa para turistas que viram a neve em São Joaquim. Foto: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim

Após um final de semana de muita chuva, ventos fortes e neve, o sol volta a predominar em Santa Catarina nesta semana. O frio também retorna ao estado com força.

 A chegada de massa de ar frio e seco de origem polar declinou acentuadamente as temperaturas no Sul do Brasil, em especial em SC, nesta segunda-feira, 22.

 Do Oeste a Serra, ocorreram vários registros de temperatura negativa. A condição foi favorável à formação de geada ampla no estado, mas não há mais possibilidade de neve em SC. A massa de ar seco que atua no estado deve continuar até o próximo final de semana, portanto, também não há previsão de chuva. 

Confira a menor temperatura instantânea registrada em Santa Catarina até às 7h do dia 22/08/2016:
RegiãoEstaçãoMínimo Diária
Extremo OesteCaibi4,4
São Miguel do Oeste4,9
Novo Horizont3,4
Dionísio Cerqueira3,8
Itapiranga5,1
Maravilha0,9
Florianópolis LitorâneaFlorianópolis4,9
São José6,3
Antonio Carlos4,1
Santo Amaro da Imperatriz5,7
Tijucas5,7
Florianópolis3,5
Florianópolis SerranaAnitápolis0,0
Rancho Queimado2,2
Major Gercino2,3
São Bonifácio3,6
Leoberto Leal1,6
Alfredo Wagner2,0
Litoral NorteJoinville5,7
Jaraguá do Sul6,0
Balneário Barra do Sul8,4
Luiz Alves6,3
Itapoá5,5
Itajaí6,6
Camboriú5,8
Garuva7,8
Massaranduba6,0
Schroeder4,6
Camboriú6,6
Corupá4,1
Litoral SulImbituba8,3
Jaguaruna5,9
Laguna6,8
Urussanga2,8
Araranguá4,4
Meleiro5,4
Praia Grande6,0
Timbé do Sul3,4
Meio OesteVideira2,2
Tangará1,1
Campos Novos1,5
Curitibanos-0,1
Caçador1,0
Joaçaba1,6
Rio das Antas0,5
Zortea0,3
Ibiam2,3
Brunópolis-0,3
Abdon Batista1,8
Vargem-0,4
Lebon Régis-0,4
Santa Cecília1,0
Monte Carlo-1,7
Frei Rogerio-0,6
Fraiburgo-1,5
2Ouro5,6
Ponte Alta do Norte0,3
São Cristovão do Sul-0,5
Lebon Régis-1,4
OesteChapecó3,0
Água Doce-1,0
Xanxerê1,1
Ponte Serrada-1,4
Seara5,4
Planalto NorteRio Negrinho-0,5
Major Vieira-0,5
Campo Alegre1,3
Canoinhas0,7
Irineópolis2,2
Major Vieira0,2
Mafra0,0
São Bento do  Sul1,8
Porto União0,0
Papanduva-1,7
Monte Castelo0,3
Três Barras-0,9
Major Vieira2,6
Canoinhas0,7
Irineópolis0,4
Itaiopolis-0,9
São Bento do Sul-0,1
Santa Terezinha2,4
Monte Castelo-1,4
Vitor Meireles2,4
Mafra1,6
Planalto SulCampo Belo do Sul-0,3
São Joaquim-1,8
Urupema-3,1
Morro da Igreja-5,0
Painel-0,2
Urupema-1,2
Urubici-2,5
Bom Jardim da Serra-0,5
Bom Retiro-1,5
Rio Rufino-2,1
Otacílio Costa0,8
Lages-1,0
Vale do ItajaíLontras4,9
José Boiteux5,9
Benedito Novo4,0
Indaial7,2
Ituporanga2,1
Rio do Campo1,1
Aurora3,9
Vidal Ramos2,5
Petrolândia5,0
Botuverá4,9
Fonte: Estações meteorológicas automáticas monitoradas pela Epagri/Ciram, INMET e ANA. Dados sujeitos à correção posterior.
Nível dos rios 
Segundo a Epagri/Ciram, os níveis dos rios nas Bacias dos Rios Itajaí e Negrinho, apresentam quatro estações em condições acima dos níveis normais. A situação é de emergência na Foz do Rio Negrinho.  
Aviso Enchente 05 22 08 2016
Mais informações para a imprensa:
Central de Meteorologia
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5007 e (48) 3665-5172
E-mail: contatociram@epagri.sc.gov.br
Site: www.ciram.epagri.sc.gov.br