domingo, 25 de junho de 2017

FSSTA JUNINA NO ARRAIÁ DA APAE

Neste sábado foi realizado uma grande festa junina na apae  com direito a casamento caipira e dança da quadrilha tudo interpretado por alunos  da Apae, o publico compareceu em grade numero  para prestigiar o evento.








Presidente do Paraná Clube se revolta com arbitragem: “Existe vagabundo”

   
Leonardo Oliveira se revoltou com os erros consecutivos de arbitragem contra o Paraná Clube. Foto: Jonathan Campos

Leonardo Oliveira ficou inconformado com expulsão do lateral-direito Cristovam contra o Criciúma e lembou de apito caseiro contra o Internacional

pós a derrota por 2×1 para o Criciúma, na última sexta-feira (23), o presidente do Paraná Clube, Leonardo Oliveira, não se controlou e disparou contra a arbitragem. Sem poupar críticas, o dirigente do Tricolor fez duras críticas ao árbitro Wanderson Alves de Sousa e também aos apitadores em geral.
“Não existe erro, existe vagabundo. Nós fomos roubados. Ele roubou o Paraná. Não teve erro, falha e o árbitro não esqueceu de nada. Esses vagabundos que comandam o futebol continuam nos ferrando. Você treina, se esforça, vira o Brasil jogando, traz gente, aí vem esses caras e roubam a gente. Fica difícil. Dá vontade de largar tudo”, afirmou ele.
O lance que revoltou Leonardo Oliveira aconteceu aos 25 minutos do primeiro tempo, quando o lateral-direito Cristovam foi expulso ao reclamar com o árbitro de um lance onde recebeu uma cotovelada. Com um a menos, o Paraná Clube não conseguiu ir para cima do Criciúma e acabou derrotado. Porém, a indignação maior se deu também porque na última terça-feira (20), segundo o presiedente, o Tricolor já havia sido prejudicado por uma arbitragem caseira no empate em 0x0 com o Internacional, em Porto Alegre.
“Ser roubado duas vezes na mesma semana é lamentável, não tem motivação que consiga segurar o nosso ânimo. Não existe critério no futebol brasileiro, é ridículo o que estão fazendo. Você vai a Porto Alegre, o D’Alessandro fala o jogo inteiro e não recebe amarelo. Aí vem aqui, toma cotovelada na boca, o jogador deles só recebeu amarelo, o meu vai reclamar, errou, claro, mas é expulso. Pelo menos expulsa os dois, o jogo inverteria”, desabafou.

sábado, 24 de junho de 2017

DERROTA, COM POLÊMICA, Paraná Clube perde em Criciúma e questiona arbitragem


Num jogo tenso e com muita reclamação contra a arbitragem, o Paraná Clube perdeu para o Criciúma nesta sexta-feira (23). O jogo foi disputado no Heriberto Hulse, pela abertura da 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os donos da casa venceram por 2x1, com dois gols marcados pelo atacante Lucão. Robson, de pênalti, fez o único gol tricolor em Santa Catarina.
O jogo começou com as duas equipes apresentando uma proposta ofensiva. O Paraná criou as melhores oportunidades. Aos 20 minutos, Cristovam bateu de fora da área e a bola explodiu no travessão. Pouco depois, foi a vez de Renatinho carimbar a trave, em cobrança de falta. Só que aí, uma decisão da arbitragem deu novos rumos à partida. Cristovam levou cotovelada de Silvinho e o árbitro deu só cartão amarelo para o atacante do Criciúma.
Cristovam bateu boca com Silvinho e acabou sendo expulso (segundo amarelo). Com a vantagem numérica, o Criciúma se lançou ao ataque, mas esbarrou na bem postada defesa tricolor, agora com Vilela deslocado para a lateral-direita. Só que aos 48 minutos, após bate-rebate na área, a bola sobrou para Lucão, que não perdoou: 1x0.

No segundo tempo, o Paraná demorou a se encontrar e o Criciúma chegou ao segundo gol. Mais uma vez com Lucão, aos 15 minutos, aproveitando um vacilo da marcação, de meia-bicicleta. Com a desvantagem no marcador, Cristian de Souza arriscou tudo com Nathan e Rafhael Lucas. O Tricolor, porém, só descontou nos acréscimos. Aos 47, o árbitro marcou pênalti sobre Robson. O próprio atacante bateu e deu números finais ao jogo: 2x1.

Criciúma 2x1 Paraná Clube
Criciúma: Luiz; Diogo Mateus, Nino, Diego Giaretta e Marlon; Jonatan Lima (Paulinho), Barreto, Caio Rangel, Douglas Moreira (Alex Maranhão); Silvinho (Fabinho Alves) e Lucão. Técnico: Luiz Carlos Winck.
Paraná: Richard; Cristovam, Rayan, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Robson e Renatinho (Jhony); Minho (Nathan) e Felipe Alves (Rafhael Lucas). Técnico: Cristian de Souza.

Local: Heriberto Hulse (Criciúma-SC)
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG)
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)
Renda: R$ 65.940,00
Público pagante: 3.223
Gols: Lucão aos 48’ do 1º tempo. Lucão aos 15’ e Robson (pênalti) aos 47’ do 2º tempo.
Cartões amarelos: Marlon e Silvinho (Criciúma). Eduardo Brock e Gabriel Dias (Paraná)
Expulsão: Cristovam aos 26’ do 1º tempo

Departamento de Comunicação - PRC

Turismo de inverno e exportações são os temas do Com a Palavra, o Governador


Foto: James Tavares / Secom

No Com a Palavra dessa semana, o governador Raimundo Colombo falou sobre o turismo de inverno, com a inauguração da revitalização urbana do Centro de São Joaquim, na Serra Catarinense; os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e as exportações do setor de suinocultura que acumulam 113,2 mil toneladas entre janeiro e maio deste ano. Colombo disse que as exportações, como um todo, foram um importante caminho para manter o dinamismo econômico do Estado diante da crise.
Colombo destacou investimentos do Governo do Estado no município de São Joaquim. Com recursos de R$7,2 milhões, ruas centrais foram revitalizadas e foi construído um boulevard – espaço para convivência e momentos de lazer entre moradores e turistas - nas ruas Manoel Joaquim Pinto e Major Jacinto Goulart.
“O turismo é um vetor importante de desenvolvimento econômico em Santa Catarina, já representa 13% do nosso PIB, e precisamos diversificar e fortalecer as opções. A nossa Serra já é uma referência em belezas naturais e, nada mais justo do que investir na qualificação desse potencial”, observou.
Sobre o relatório do Caged, o governador explicou que, em Santa Catarina, maio é um mês onde historicamente, no final da safra, ocorre diminuição no número de trabalhadores no setor agropecuário. No entanto, considerado o acumulado de janeiro a maio deste ano, o saldo de 2017 ainda é positivo para Santa Catarina, com 23.653 vagas até agora.
“A manutenção do emprego dos catarinenses tem sido nosso grande objetivo, especialmente, durante todo esse período de recessão econômica. Temos o menor índice de desemprego do país e isso nos ajuda a superar esse momento difícil. Embora, a recuperação econômica seja lenta, não tenho dúvidas, de que seremos o primeiro Estado a sair da crise e ainda mais competitivo”, finalizou.
O programa Com a Palavra, o Governador está disponível nos canais oficiais do Governo no Vimeo e no Youtube. A versão em áudio pode ser acessada pela Rádio Secom.
Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018/8843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Exportações de carne suína têm aumento de 45,5% nas receitas em Santa Catarina em 2017

Foto: Cidasc Xanxerê
Os primeiros meses de 2017 são favoráveis para a exportação de suínos e Santa Catarina já fatura 45,5% a mais do que no mesmo período de 2016. Entre janeiro e maio deste ano, o estado embarcou 113,2 mil toneladas de carne suína, arrecadando US$ 266,9 milhões. Como maior produtor e exportador de carne suína do país, Santa Catarina busca ampliar as vendas para outros países e foca na conquista por novos mercados.
Em maio, as exportações de suínos chegaram a 20,3 mil toneladas, uma queda de 4,5% em relação a abril. O faturamento foi de US$ 52 milhões, 12,2% a mais do que em maio de 2016. Os principais mercados para carne suína catarinense são a Rússia, China e Hong Kong, que juntos responderam por 67,2% das exportações do estado em 2016.
Para ampliar ainda mais suas exportações, Santa Catarina espera vender carne suína também para a Coreia do Sul, um dos maiores compradores mundiais do produto in natura. Só em 2016, o mercado sul coreano importou 615 mil toneladas de carne suína produzida em outros países e a previsão é que esse número chegue a 630 mil toneladas este ano. Inicialmente, Santa Catarina espera vender, pelo menos, 30 mil toneladas do produto para aquele país.
As receitas com a exportação de carne de frango também tiveram resultados positivos. Em maio, foram US$ 140,4 milhões, superando em 4,2% o mês de abril. A quantidade foi de 71,3 mil toneladas, uma retração de 1,4% em relação ao mesmo período. No acumulado do ano, a avicultura já faturou US$ 710,6 milhões pelo envio de 379,2 mil toneladas de carne de frango. Os principais mercados da avicultura catarinense são o Japão, Países Baixos (Holanda e Bélgica), China, Arábia Saudita e Reino Unido.
Os números foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri).
Produção de Carnes em SC
Com forte tradição na pecuária, Santa Catarina é berço das principais empresas do setor de carnes do Brasil. O estado conta com 18 mil produtores integrados às agroindústrias e o setor de carnes gera quase 60 mil empregos diretos em frigoríficos e indústrias de beneficiamento. Como maior produtor nacional de carne suína e o segundo maior de carne de frango, Santa Catarina atende o mercado brasileiro e o exterior, com presença em mais de 120 países.
Santa Catarina é o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e, junto com o Rio Grande do Sul, faz parte de uma zona livre de peste suína clássica com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Esse status sanitário diferenciado dá acesso exclusivo aos mercados mais competitivos do mundo, como habilitação para exportar carne suína para Estados Unidos e Japão.
Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.brFone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.brwww.facebook.com/AgriculturaePescaSC/

G.R.A.I REALIZAU ASSEMBLEIA PARA DEBATER SOBRE ANIMAIS ABANDONADOS NA CASA DA CULTURA

ASSOCIAÇÃO  DE UM GRUPO DE VOLUNTARIOS DE ITAPOÁ  G. R.A.I Realizou assembleia geral para debater com a comunidade sobre o problema referente a animais de rua em nossa cidade na casa da cultura. O evento contou com um grande publico pois o  problema dos animais soltos nas ruas é de interesse de todos encontrar uma solução. A casa da cultura esteve lotada oque mostra que a população esta preocupada com o aumento dos animais abandonados em nossa cidade. Parabenizamos nos com associação pela inciativa e ao Radialista Moha  pela excelente apresentação.








Primeiro fim de semana do inverno será de sol e temperatura em elevação em Santa Catarina


O primeiro fim de semana do inverno em Santa Catarina será de tempo estável, com sol e temperatura em gradativa elevação. As temperaturas podem chegar a 30°C no Oeste, Meio-Oeste, Litoral Sul e Vale do Itajaí e, deve seguir assim nos próximos sete dias. Conforme a Epagri/Ciram, órgão estadual de monitoramento da previsão do tempo e do clima, nesta sexta-feira, 23, no Norte do estado e Grande Florianópolis, chance de chuviscos isolados no início e final do dia. Nas demais regiões sol.
Para o sábado e domingo o tempo deve ficar estável, com sol e temperaturas em elevação em todas as regiões.
Mais informações:
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5006

TRE-PR segue com processo de recadastramento biométrico


Sistema permite que, no dia da votação, a identidade do eleitor seja confirmada por meio da impressão digital. Quem não participar pode ter o título cancelado.



quinta-feira, 22 de junho de 2017

Mercado vê possibilidade da Maersk se associar a MSC na Portonave

A Triunfo Participações e investimentos anunciou na noite de segunda-feira a venda de suas ações do terminal de uso privado (TUP) Portonave - Terminal Portuário Navegantes S/A à empresa suíça Terminal Investment Limited S/A (TIL), que é controlada pelo armador MSC Mediterranean Shipping, e o mercado já questiona o negócio. Na opinião de especialistas a MSC, por meio da TIL, somente adquiriu os 50% restantes da ações - ficando com o controle do TUP - porque, pelo fato de ser sócia do empreendimento, tem prioridade na aquisição e vê no terminal catarinense em negócio rentável. No entanto, já existem rumores que no prazo de seis meses, no máximo um ano, essas ações passem para outro armador, no caso, o Maersk Group.

Na opinião do especialista em gestão portuária e diretor executivo do Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO) de Itajaí, Luciano Angel Rodriguez, existe grande tendência da Maersk se associar a MSC na margem esquerda do Porto de Itajaí, o que fortaleceria o Complexo Portuário como um todo. Segundo Rodriguez, a Maersk somente não entrou agora no mercado devido à dificuldade de se obter a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade). O Maersk Group já controla a APM Terminals Itajaí e também adquiriu o armador Hamburg Sud, acionista do TUP Porto Itapoá. 

 http://www.revistaportuaria.com.br/blog/18626

Defesa volta a ser ponto forte e ajuda Paraná Clube a arrancar na Série B

Rayan, Brock e cia mais uma vez são os destaques do Tricolor. Foto: Pedro Serápio

Nos últimos três jogos, Tricolor levou apenas um gol, em falha individual. Números de Cristian de Souza ainda são inferiores ao de Wagner Lopes

 om duas vitórias e um empate nos últimos três jogos, o Paraná Clube mudou seu panorama na Série B do Campeonato Brasileiro. Se até esta sequência o Tricolor se via ameaçado pelo rebaixamento, bastou somar sete pontos para ver o G4 como objetivo – o time paranista está a apenas um ponto do quarto colocado -. Desempenho que melhorou muito graças ao setor defensivo.

 Nestas três partidas, o Paraná Clube levou apenas um gol, na vitória por 2×1 sobre o Náutico, quando a defesa foi vazada apenas por conta de uma falha individual do goleiro Richard, que ao chutar a bola deu de graça nos pés do adversário. Porém, nesta mesma partida, assim como nas demais, o goleiro não teve tanto trabalho. Muito pela atuação segura da zaga.


“Contra o Figueirense já voltamos com essa pegada ali atrás e sabíamos que teríamos que fazer a mesma coisa contra o Internacional. Não podíamos deixar de ser o que éramos, quando tínhamos uma consistência muito boa na defesa”, disse o zagueiro Rayan, fazendo alusão ao período em que o Tricolor foi comandado pelo técnico Wagner Lopes.

Com o antigo treinador, foram 22 jogos e apenas nove gols sofridos. Já com Cristian de Souza, foram os mesmos nove gols levados, mas em onze partidas, ou seja, na metade do tempo. Porém, nos últimos três compromissos o desempenho melhorou, com a defesa voltando a ter boas atuações. Contra o Inter, em nenhum momento a equipe esteve ameaçada de sofrer um gol.

“Voltamos a marcar bem, ser um time compactado, com todos os jogadores participando da organização defensiva. O Internacional não conseguiu propor o jogo no nosso campo. Então essa característica nossa voltou e agora é corrigir as falhas ofensivas, mas isso é no dia a dia. Teremos pouco tempo de treinamento e será na base da conversa”, destacou o treinador.

Confira a classificação da Série B!
Essa muralha lá atrás também é fruto da melhor distribuição dos jogadores em campo. No empate em 1×1 com o Londrina, por exemplo, o Tricolor se fechou o tempo todo após abrir o marcador, chamando o Tubarão e sendo pressionado quase que o tempo todo. Na derrota por 1×0 para o Guarani, na Vila Capanema, o time paranista pouco criou e acabou falhando nas investidas do Bugre. Agora, a equipe vem correspondendo em todos os setores, precisando apenas melhorar as finalizações.

“Nossa atuação foi muito boa, principalmente na questão defensiva. No primeiro tempo cobramos dos jogadores para serem mais efetivos. No segundo tempo nosso time seguiu marcando com excelência, criamos inúmeros contra-ataques e poderíamos ter saído daqui com os três pontos”, acrescentou Cristian de Souza.

 http://www.tribunapr.com.br/esportes/paranaclube/defesa-volta-ser-ponto-forte-e-ajuda-parana-clube-arrancar-na-serie-b/

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Municípios atingidos por desastres podem ter prioridade no Fundam

A Comissão de Transportes e Desenvolvimento da Assembleia Legislativa aprovou na tarde desta quarta-feira (21), em reunião extraordinária, o parecer ao Projeto de Lei (PL) 148/2017, que trata o empréstimo de R$ 1,5 bilhão que o governo de Santa Catarina tomará para a segunda etapa do Fundo Estadual de Apoio aos Municípios (Fundam) e outras ações pelo estado. A proposta recebeu uma subemenda, de autoria do relator, deputado João Amin (PP), presidente da comissão.

Conforme Amin, a submenda determina que os municípios que decretaram calamidade pública ou situação de emergência nos últimos três anos, em decorrência de catástrofes naturais, tenham prioridade no acesso aos recursos do Fundam. De acordo com o parlamentar, são vários municípios que se encontram nessa situação e têm dificuldade para obter recursos, em virtude da crise econômica. 

Uma submenda apresentada pela deputada Luciane Carminatti (PT) foi rejeitada. Ela incluía a educação no rol das áreas beneficiadas com recursos do empréstimo.
O projeto retorna para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em virtude das emendas e subemenda recebidas nas outras comissões.
 
Saiba mais
O PL 148/2017 autoriza o governo estadual a emprestar até R$ 1,5 bilhão do BNDES e do Banco do Brasil. Desse montante, R$ 700 milhões serão destinados para a segunda etapa do Fundam. Esses recursos serão divididos entre as 295 cidades catarinenses e poderão ser utilizados conforme a necessidade de cada município.


O restante do recurso vai para outras ações do governo, entre elas o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis (Plamus). O objetivo é que parte do empréstimo que será autorizado pelo projeto seja destinada para o plano, que consiste principalmente em obras para melhorar a mobilidade da região, com ênfase em investimentos em transporte coletivo.

O PL também prevê investimentos na recuperação da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, obra considerada pelo Executivo como importante para a mobilidade urbana na Grande Florianópolis. Por fim, os recursos emprestados serão destinados, ainda, na infraestrutura das rodovias estaduais.

Marcelo Espinoza
Agência AL

Paraná gerou 25 mil empregos formais de janeiro a maio


O Paraná gerou 25.182 novos empregos com carteira assinada nos primeiro cinco meses de 2017, já descontadas as demissões. No mesmo período do ano passado, o Paraná registrava um saldo negativo de 9.382 vagas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados na terça-feira (20) pelo Ministério do Trabalho.

Em maio, pelo quinto mês consecutivo, o saldo (diferença entre contratações e demissões) foi positivo, em 2.379 vagas. Em maio do ano passado, o saldo no mês estava negativo em 3.388 postos de trabalho.

O Estado obteve o melhor resultado da região Sul, tanto no mês quanto no acumulado do ano. De janeiro a maio, Santa Catarina registrou saldo de 22.729 postos e Rio Grande do Sul (8.568). Em maio, Santa Catarina e Rio Grande do Sul tiveram resultados negativos de 614 e 12.220 vagas respectivamente.

“O resultado demonstra que o Paraná realmente fez o dever de casa e retoma de forma conclusiva, objetiva e organizada o seu desenvolvimento, o seu crescimento”, diz o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Junior. “Já são cinco meses de saldo positivo. Os dados confirmam o acerto das decisões do governador Beto Richa e das políticas públicas implantadas por nossa Secretaria. A expectativa é ainda melhor para os próximos meses”, afirmou. A economista Suelen Glisnki Rodrigues dos Santos, do Observatório do Trabalho da Secretaria da Justiça, também ressalta que o saldo nos primeiros cinco meses confirma a tendência de melhora do mercado.
SETORES - O resultado do Paraná foi impulsionado pela indústria da transformação, que obteve saldo de 11.772 vagas, seguida pelos serviços, com 10.902, e construção civil, com 2.847. “A indústria já supera os serviços na geração de vagas, o que é um dado muito positivo não apenas porque foi um setor muito afetado pela crise mas também porque é um grande gerador de vagas, muitas delas de maior qualificação e remuneração. O setor vem crescendo e mantendo a tendência positiva”, diz Suelen.

A agropecuária registrou um saldo de 1.849 vagas, seguida da administração pública (414) e serviços de utilidade pública (51). As contribuições negativas vieram do setor extrativo mineral (menos 45 vagas) e do comércio (com 2.608 vagas). A expectativa, de acordo com Suelen, é que o comércio melhore seus indicadores nos próximos meses, já que o segundo semestre costuma ser um período forte de vendas, impulsionado pelas festas de fim de ano.

Entre as atividades, os destaques foram abate de suínos, aves e outros animais (1.004), construção de edifícios (547) e construção de rodovias e ferrovias (314).
CIDADES – As cidades que mais geraram emprego nos primeiros cinco meses do ano foram Cascavel (574), Maringá (467) e Sengés (281). Em Cascavel as contratações foram principalmente no abate (274 postos) e na construção de edifícios (145 postos). Em Maringá, puxaram as novas vagas a construção de edifícios, rodovias e ferrovias, que somaram 98 postos. Em Sengés, destaque para a indústria da madeira e atividades de apoio florestal, com 276 postos.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Acidente com três ônibus deixa vários feridos na BR-277 em São José dos Pinhais

Um acidente com três ônibus deixou pelo menos 23 feridos durante a madrugada desta quarta-feira (21) em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. Os ônibus transportavam funcionários da Renault. 

Inicialmente, os bombeiros informaram que o acidente tinha envolvido dois ônibus. Na verdade, são três. A informação foi corrigida às 6h40. 

Ainda segundo os bombeiros, nenhum dos feridos corre risco de vida. Eles foram encaminhados para os hospitais São José, Angelina Caron, Cajuru e Evangélico. 

terça-feira, 20 de junho de 2017

Curitiba, Ocupada desde a manhã, Justiça determina reintegração de posse da Câmara Municipal; sessão foi cancelada

                                                    Foto: Flávia Barros – Banda B
 
A 5ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba determinou, no começo da tarde desta terça-feira (20), a reintegração de posse do prédio da Câmara Municipal. A Casa está ocupada por servidores municipais desde a manhã, momento em que manifestantes furaram o cordão de isolamento da Polícia Militar e entraram no espaço onde ocorreria a votação de quatro projetos do chamado Plano de Recuperação da Prefeitura de Curitiba. A aplicação da determinação judicial é imediata e está sujeita a multa de R$ 100 mil aos sindicatos. A sessão foi cancelada após a invasão e será retomada apenas na próxima segunda-feira (26).

A invasão ao plenário deixou servidores feridos. Entre eles, o servidor da Guarda Municipal João Carlos Filla, que teve ferimentos na cabeça e precisou ser encaminhado ao Hospital Cajuru. Outros quatro servidores precisaram de atendimento emergencial, mas sem gravidade.

No início da tarde, o vereador Pier Petruzziello (PTB) já havia informado que recebeu uma ligação do prefeito Rafael Greca (PMN) para que a votação fosse adiada. Segundo o que informou Pier à imprensa, o prefeito disse que tem como principal objetivo manter a integridade física de vereadores e do funcionalismo público. Por conta disso, não haveria clima para a votação do ‘pacotaço’ proposto pelo prefeito, que deverá ser adiado para outra data ainda a ser definida. Neste momento, os vereadores, de oposição e situação, estão reunidos para deliberarem quais serão os próximos passos a serem dados.

Os quatro projetos que estavam na pauta e tramitam em regime de urgência são os que preveem a alteração da previdência dos servidores municipais, o congelamento das carreiras, o leilão de dívidas e a Lei de Responsabilidade Fiscal do Município.

Desde manhã cedo a Polícia Militar cerca a Câmara de Curitiba. Milhares de manifestantes protestam no entorno da casa legislativa e a maioria dos alunos municipais está sem aula.

http://www.bandab.com.br/jornalismo/ocupada-desde-a-manha-justica-determina-reintegracao-de-posse-da-camara-municipal/

Garuva chama Guaratuba e Itapoá para discutir bloqueio da SC-417

Vereadores e comunidade de Garuva querem definir, nesta terça-feira (20), se vão levar adiante a proposta de fechar a rodovia SC-417.


O protesto é para pressionar o governo de Santa Catarina a tapar os buracos e aumentar a segurança da rodovia. Os garuvenses estão convidando prefeitos, vereadores e as comunidades de Guaratuba e de Itapoá (SC) para engrossar o movimento e discutir a melhor forma de pressão.
 
Até uma proposta de data do bloqueio da rodovia já existe: esta quinta-feira (22). A intenção é fazer em um dia de semana e em horário de maior movimento de caminhões que embarcam e desembarcam mercadorias no Porto de Itapoá.

A SC-417 forma com a PR-412, a Estrada Garuva-Guaratuba ou, simplesmente, Estrada de Garuva. Além de não ser conservada como o trecho paranaense, em Santa Catarina, a estrada recebe o intenso fluxo de caminhões carregados de contêineres do porto de Itapoá. Os acidentes vêm aumentando de quantidade e gravidade a cada ano – já houve diversas mortes em 2017.

 Nos últimos anos, o governo catarinense vem fazendo reparos no asfalto que não duram mais do que poucas semanas. Quando as condições da estrada ficam mais críticas, Prefeitura de Garuva e comunidade acabam realizando mutirões de tapa-buracos que são meros paliativos.

Fonte Correio do Litoral

 https://www.correiodolitoral.com/20171/garuva-chama-guaratuba-e-itapoa-para-discutir-bloqueio-da-sc-417
O Governo do Paraná criou o Plano Estadual de Controle da Poluição do Ar e de Proteção da Atmosfera (Proepar), que compreende ações para aprimorar o controle de emissões atmosféricas poluentes. Uma resolução conjunta da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), criando o Proepar, foi assinada pela governadora em exercício Cida Borghetti, em solenidade no Palácio Iguaçu, nesta segunda-feira (19).

Cida explicou que as ações do Plano Estadual garantirão mais qualidade do ar para a saúde humana. “Com o plano em prática, o Paraná terá padrões mais rígidos para o controle da qualidade do ar e será o segundo estado do País a iniciar os trâmites para atender os padrões da Organização Mundial da Saúde”, disse.

Ela também ressaltou que o Paraná se destaca no desenvolvimento de políticas públicas para controle de emissão de gases poluentes de fontes fixas (empresas e indústrias) e no monitoramento da qualidade do ar. “O Paraná está sempre na vanguarda, seja com soluções tecnológicas ou projetos de gestão intersetoriais para proporcionar mais qualidade de vida à população”, afirmou.
MAIS RESTRITIVOS - O Plano Estadual dá continuidade aos avanços do Paraná na Gestão e Monitoramento da Qualidade do Ar e Emissão Atmosférica, além de regulamentar a Lei Estadual nº 13806/2002. Entre as ações do Proepar, está o estabelecimento de padrões mais restritivos para a emissão de poluentes em diversas atividades econômicas. Com isso, o Paraná inicia os trabalhos para atender os padrões da OMS.

Atualmente o Estado utiliza como referência padrões que são estabelecidos pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que são menos restritivos e não necessariamente representam a condição de qualidade do ar para a saúde humana.
AMPLIA A REDE - O Proepar também regulamenta a ampliação da rede de monitoramento da qualidade do ar administrada pelo IAP, de oito para 14 estações. O Governo do Estado já iniciou o processo de ampliação e investiu R$ 6 milhões na aquisição de estações nos municípios de Paranaguá (inaugurada em 2016), Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Cascavel, Maringá eLondrina. Uma das unidades é temporária e pode ser levada para qualquer município do Estado.

Desde 2014, o Paraná é o segundo estado do Brasil a transmitir a qualidade do ar nas estações de monitoramento automático em tempo real. As informações são atualizadas no site do IAP de hora em hora. “Temos um instrumento mais ágil e mais rápido, que permite o controle do ar do Estado em tempo real. A ampliação desta rede possibilita também o controle de doenças transmitidas pelo ar”, afirmou o diretor-presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti, também enfatizou a importância da ampliação da rede. “Este é um projeto que serve de modelo para o País, pois temos a possibilidade real de medir a qualidade do ar e adotar soluções rapidamente, caso detectemos alguma variação”, disse.
INVENTÁRIOS – O Plano Estadual também determina a produção de inventários de fontes e emissões, relatórios de qualidade do ar no Estado (que já são produzidos periodicamente pelo IAP) e o desenvolvimento de um programa de emergências para episódios críticos de poluição atmosférica, classificação de áreas quanto à qualidade do ar e programa de prevenção da qualidade do ar em Unidades de Conservação.
PRESENÇAS- Acompanharam a solenidade de assinatura do Proepar o vice-presidente e diretor administrativo do BRDE, Orlando Pessutti; o presidente da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar), Sérgio Malucelli, e o subcomandante do Batalhão da Polícia Ambiental do Paraná, major Manoel Jorge dos Santos Neto.
Box: Selo Clima Paraná é aprimorado

Durante a solenidade, também foi assinada a resolução da Secretaria de Meio Ambiente para aprimorar o programa Selo Clima Paraná, que incentiva as indústrias a adotarem medidas para a redução e controle de gases atmosféricos. O programa, lançado em 2015, passa a ter três categorias: além da selo Clima Paraná (versão original com menores exigências), o selo Ouro, que exige que as emissões de CO2 declaradas pela empresa sejam auditadas por um órgão independente, e o selo Ouro Plus, que determina a redução das emissões de gases na atmosfera.

Desde sua criação a Secretaria do Meio Ambiente recebeu 3 milhões de declarações, o que corresponde 15% das emissões da indústria paranaense.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Governador destaca cenário econômico catarinense durante abertura da Exposuper em Joinville

 Fotos: James Tavares / Secom

O governador Raimundo Colombo participou na noite desta segunda-feira, 19, da cerimônia de abertura 30ª Feira de Produtos, Equipamentos e Serviços para Supermercados e Convenção Catarinense de Supermercadistas, a Exposuper 2017, em Joinville no Norte do Estado e palestrou sobre o cenário econômico catarinense em comparação com o brasileiro. O evento que é organizado e promovido pela Associação Catarinense de Supermercados (Acats) vai até 22 de junho no Complexo Expoville.

Entre os temas abordados, o governador destacou que Santa Catarina está entre os seis Estados que​ não aumentaram impostos. “Nós buscamos outros caminhos para reverter a crise em vez do aumento de impostos. Cortamos gastos, revisamos contratos, fizemos reformas e mexemos na gestão de alguns setores como na Educação. Mas a melhor conquista, que é resultado do trabalho de todos deste o governo, são nossos​ índices de emprego. Enquanto a média nacional de desemprego é 14% a nossa é de 6%. Santa Catarina é o terceiro estado mais competitivo depois de São Paulo e Paraná”.

A Exposuper é considerada um dos maiores eventos em geração de negócios de Santa Catarina e do Brasil. “Movimenta todo o setor supermercadista do Estado e também fora dele e seus principais objetivos são gerar oportunidades de negócios, proporcionar acesso a informações atualizadas, novas tecnologias e inovações, e promover a integração de todo o setor”, destacou o presidente da Acats, Paulo Cesar Lopes.
Colombo contou ainda que os supermercadistas catarinenses têm absorvido muito a produção local com resultados positivos. “Esse é um dos resultados da Exposuper. Os pequenos produtores se uniram, ganharam qualidade no seu produto e os supermercados fazem a compra direta. Isso fortalece a agricultura familiar e o pequeno produtor. Uma das grandes conquistas que nós temos para manter o modelo catarinense”.

“É um evento que tem uma importância muito grande, primeiro pelo seu modelo que é muito catarinense, nascido no fundo do quintal, com lojas regionais que expressam um pouco da nossa cultura e dos nossos valores. Tem uma força econômica muito forte, tem crescido, apesar da crise, e os números são positivos”, disse Colombo.

Na edição desse ano, com apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca, 60 produtores rurais vão apresentar seus produtos na feira. A exposição é uma oportunidade para os agricultores colocarem mercadorias do meio rural à disposição do setor supermercadista e, a partir dali, prospectar novos negócios. Geleias, queijos e salames, cachaças, biscoitos, ovos, massas e legumes orgânicos estão entre os itens que tem apoio do Programa SC Rural.

Reunião com o Comitê de Implantação do Centro de Inovação de Joinville
Durante a passagem em Joinville Colombo teve reunião com o Comitê de Implantação do Centro de Inovação de Joinville na qual recebeu um documento sobre a importância do investimento para Joinville e região.

http://www.sc.gov.br/index.php/noticias/temas/desenvolvimento-economico/governador-destaca-cenario-economico-catarinense-durante-abertura-da-exposuper-em-joinville

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Acidente de ônibus no norte de Minas deixa 9 mortos e 18 feridos

Foto: Polícia Rodoviária Federal A Polícia Rodoviária Federal investiga as causas do capotamento, mas a suspeita é de que o ônibus trafegasse em alta velocidade. 
 
Um acidente com ônibus durante a madrugada desta segunda-feira, 19, na BR-251, em Salinas, no norte de Minas Gerais, deixou pelo menos nove mortos e 18 feridos, conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O veículo saiu da pista e capotou.

A corporação investiga as causas do capotamento, mas a suspeita é de que o ônibus trafegasse em alta velocidade. O veículo partiu de São Paulo e seguia para Euclides da Cunha, na Bahia. O acidente aconteceu por volta das 4 horas.

Ainda segundo a PRF, ainda não é possível dizer a qual empresa o ônibus pertencia.
A Polícia Militar em Salinas informou que o trecho da rodovia em que o ônibus tombou é sinuoso e registra alto índice de acidentes. A BR-251 dá acesso à BR-116, conhecida como Rio-Bahia.
Por volta das 9h30, a ocorrência ainda estava em andamento - é possível que o número de vítimas aumente.

 http://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/acidente-de-%c3%b4nibus-no-norte-de-minas-deixa-9-mortos-e-18-feridos/ar-BBCTc0y?li=AAggXC1&ocid=ACERDHP15

Acidente entre carro e caminhão deixa um morto em Nova Laranjeiras

A vítima que morreu estava no carro com placas de Paranaguá, no litoral. (Foto: PRF/Divulgação)

Batida de frente entre os dois veículos aconteceu na tarde deste domingo (18) na BR-277; motoristas ficaram feridos, um deles em estado grave.

 ma mulher de 26 anos morreu em um acidente entre um carro e uma carreta cegonha no início da tarde deste domingo (18) em um trecho da BR-277 próximo a Laranjeiras do Sul, na região central do Paraná. Outras duas pessoas ficaram feridas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o automóvel com placas de Paranaguá, no litoral, seguia no sentido a Curitiba, quando em uma curva invadiu a pista contrária e bateu de frente contra a carreta, de São Bernardo do Campo (SP). O motorista do veículo de carga teve ferimentos leves. 


domingo, 18 de junho de 2017

Torcedor do Corinthians foi brutalmente espancado por torcedores do Coritiba


O torcedor do Corinthians Jonatan José Gomes Souza da Silva está em estado grave depois de uma briga de torcidas antes da partida entre Coritiba e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, na manhã deste domingo. O delegado Clovis Galvão, da Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos, chegou a confirmar a morte do rapaz, mas depois voltou atrás, alegando desencontro de informações. Segundo a Guarda Municipal, pelo menos outras seis pessoas ficaram feridas.

A confusão ocorreu por volta das 8h, nos arredores do estádio, quando três ônibus e uma van da torcida visitante entraram em uma rua errada, onde estavam os torcedores do Coxa. Próximo da sede de uma torcida organizada do Coritiba, os corintianos foram cercados e alvejados com pedras e paus.

Segundo relatos, os corintianos desceram dos veículos para brigar. Eles não estavam escoltados pela polícia quando entraram na rua errada.

O vídeo abaixo, publicado pelo perfil Sccp News no Twitter, mostra o momento da confusão. As imagens mostram um ônibus sendo apedrejado e um torcedor sendo fortemente agredido. As cenas são fortes.






Minutos depois, viaturas chegaram ao local e um helicóptero foi utilizado para monitorar a situação. Foi utilizado gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar o tumulto.

Os cerca de 4 mil ingressos destinados aos corintianos para a partida deste domingo se esgotaram.


Curitiba, Batida entre carro e biarticulado deixa três feridos e por pouco não termina em tragédia na Linha Verde

                                                                       (Fotos: Flávia Barros – Banda B)

    
Um grave acidente por pouco não terminou em tragédia no bairro Xaxim, em Curitiba, na noite deste sábado (17). Segundo testemunhas, uma picape Corsa que seguia pela Linha Verde, no sentido São Paulo, bateu de leve contra um Agile, perdeu o controle e foi parar na canaleta, onde atingiu em cheio um ônibus da linha Pinheirinho/Carlos Gomes.

Três pessoas que estavam no Corsa, o motorista, uma mulher e uma criança de nove anos, sofreram lesões. “Por sorte, foram apenas contusões e escoriações moderadas e leves. O carro ficou em um estado muito feio. Graças a Deus não aconteceu nada pior”, disse o socorrista Alexandre Mendes, do Corpo de Bombeiros, em entrevista à Banda B.

De acordo com o tenente Hunzicker, a criança estava no colo da mulher no momento da colisão. “Pelo relato do próprio condutor, o Corsa passou na frente desse outro veículo, perdeu o controle e invadiu a pista do ônibus. A batida foi muito forte, por sorte os três estão bem. O menino, milagrosamente, sofreu só arranhões”.

No ônibus, que carregava cerca de 200 passageiros, não houve vítimas. “Nós ouvimos a derrapada e a batida, foi tudo muito rápido. Felizmente, foi só o susto. Alguns passageiros machucaram o braço e foram atendidos no local, mas sem gravidade”, contou o motorista do coletivo.

Os três ocupantes da picape foram encaminhados ao Hospital do Trabalhador.

 http://www.bandab.com.br/jornalismo/batida-entre-carro-e-biarticulado-deixa-tres-feridos-e-por-pouco-nao-termina-em-tragedia-na-linha-verde/

Laranjeiras do Sul:Menor "leva"passada de mão em baile, desfere tapa e leva soco no rosto, o caso foi parar na delegacia de Policia

foto ilustrativa
 
A EQUIPE FOI ACIONADA VIA 190 PARA COMPARECER A UM CLUBE, ONDE TERIA ACONTECIDO VIAS DE FATO, NO LOCAL EM CONTATO COM A SOLICITANTE, A PESSOA DE K. A. B. RELATOU QUE QUE ESTAVA DANÇANDO NO LOCAL ACIMA CITADO QUANDO O SENHOR D. L. D. S. PASSOU A MÃO NA SUA "BUNDA" A MESMA REVIDOU COM UM TAPA, SENDO QUE EM ATO CONTINUO D. DESFERIU UM SOCO NO SEU OLHO ESQUERDO. 

NO LOCAL A EQUIPE ABORDOU O SENHOR D. L. D. S. O QUAL RELATOU QUE ESTAVAM BEBENDO EM UM GRUPO, QUANDO ALGUÉM PASSOU A MÃO DA BUNDA DA SOLICITANTE, MOMENTO EM QUE A MESMA DEFERIU UM TAPA NO ROSTO DE D. NÃO SABENDO INFORMAR TAMBÉM QUEM DESFERIU O SOCO EM K. 

AMBOS FORAM ENCAMINHADOS PARA A DELEGACIA DE POLICIA, PARA OS PROCEDIMENTOS CABÍVEIS. 

O GENITOR DA MENOR FOI ACIONADO PARA ACOMPANHAR OS PROCEDIMENTOS.

Via Pmpr

Com 3 gols de Belusso, Londrina afunda CRB e fica mais perto do G4


Jonatas Belusso marcou os três gols e é o artilheiro da Série B, com seis. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
 
Em uma tarde inspirada de Jonatas Belusso, neste sábado (17), o Londrina subiu na tabela da Série B do Campeonato Brasileiro e intensificou a crise do CRB. Com três gols do atacante, bateu o time alagoano por 3×0, em jogo válido pela oitava rodada, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), e conseguiu se aproximar da briga por uma vaga no G4.

Com o resultado, o Tubarão, que havia começado a rodada na 11ª colocação, chegou aos 12 pontos e pulou para sexto, posto que ainda está em risco no complemento desta jornada. O CRB, por sua vez, foi a campo pela primeira vez após a demissão do técnico Léo Condé, sob o comando do interino Jean Carlos, e chegou à quinta derrota consecutiva. Assim, fica na vice-lanterna, com sete pontos.

O Londrina começou o jogo com muita intensidade e desde os primeiros momentos se aventurou com frequência no campo de ataque. O resultado da pressão inicial foi rápido e logo aos cinco minutos conseguiu abrir o placar. Celsinho lançou com precisão e Jonatas Belusso avançou em velocidade para dominar sozinho e encobrir o goleiro. Os adversários reclamaram de impedimento, mas o árbitro validou o gol.

Com a desvantagem no placar, o CRB respondeu rápido e pressionou bastante, criando três chances de gol na bola parada, enquanto o adversário esperava a oportunidade de contra-atacar. A chance veio aos 31, quando mais uma vez Celsinho tocou para Jonatas Belusso marcar. Não satisfeito, Belusso fez mais um, aos 43, apenas empurrando para o gol ao aproveitar cruzamento rasteiro de Marquinhos após falha da defesa alagoana.


O Londrina voltou para o segundo tempo com a clara intenção de apenas administrar o resultado, sem agredir muito o adversário. Apesar de visivelmente abatido, o CRB continuou com a bola no pé e até teve algumas oportunidades, mas na maior parte do tempo trocava passes sem criatividade para penetrar na defesa londrinense. Enquanto isso, o Tubarão mostrou bastante tranquilidade e solidez defensiva, sem passar por momentos de sufoco até o apito final.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B 1º Turno – 8ª Rodada
CRB 0X3 LONDRINA
CRB
Juliano; Marco Martins, Adalberto, Gabriel e Diego; Adriano, Yuri (Danilo Pires), Chico e Rodolfo (Élvis); Zé Carlos e Ytalo (Neto Baiano).
Técnico: Jean Carlos

Londrina
César; Reginaldo, Silvio, Matheus e Ayrton; Germano, Jardel e Celsinho (Ícaro); Marcinho (Thiago Lopes), Artur (Igor Miranda) e Jonatas Belusso.


Técnico: Cláudio Tencati

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)
Árbitro: Daniel Nobre Rins (RS)
Gols: Jonatas Belusso, 5, 31 e 43 do 1º
Cartões amarelos: Danilo Pires, Elvis e Zé Carlos (CRB); Reginaldo, Silvio e Celsinho (LEC)


 http://www.tribunapr.com.br/esportes/com-3-gols-de-belusso-londrina-afunda-crb-e-fica-mais-perto-do-g4-da-serie-b/

sábado, 17 de junho de 2017

Porto Itapoá - 6 anos de operação



No dia 16 de junho de 2011, o primeiro navio de contêineres atracava no PORTO ITAPOÁ – o Cap San Lorenzo vg 081S – dando sequência a uma história que havia começado há alguns anos. Desde quando era apenas uma ideia extraordinária, o PORTO ITAPOÁ trabalhou com desafios diários. Aos poucos, os desafios cresciam proporcionalmente na medida em que a ideia começava a ser projetada com um horizonte possível à frente. Da ideia ao projeto; do projeto às parcerias; das parcerias à obra; da obra ao primeiro navio. Um longo período, complexo e difícil, mas superado e recompensado pois, se hoje comemoramos a fase “Do primeiro navio ao aniversário de 6 anos”, é porque tudo isso valeu ser vivido.

E a grande resposta que nos faz caminhar para novos desafios, daqui para frente, é a confiança que temos de nossos Clientes e Parceiros. Nascemos como um terminal portuário de contêineres. Em 6 anos somos o 5º maior porto do País. Para o futuro projetamos ser ainda maior... e tudo isso só é possível devido à relação com nossos Clientes, diariamente fortalecida.

Mesmo nos momentos difíceis, gerados a partir de fatores que podem estar, inicialmente, fora de nosso controle, a confiança e segurança no trabalho e na dedicação das pessoas que fazem o PORTO ITAPOÁ garantem o melhor caminho possível a ser trilhado. Sempre foi assim. Nesses 6 anos, foram muitas as dificuldades que, no PORTO ITAPOÁ, foram traduzidas como desafios, transpassados com muito trabalho e dedicação. 

Tínhamos ciência da dificuldade... mas a enfrentamos como um desafio, pois sempre esteve claro onde queríamos chegar. E, neste objetivo, a satisfação do Cliente sempre foi uma premissa fundamental.Por isso, neste aniversário de 6 anos do PORTO ITAPOÁ, 

gostaríamos de compartilhar nossas conquistas com cada Cliente, Colaborador e Parceiro que faz parte de nossa história e de nossos desafios. Sabemos que o trabalho e dedicação de todos tornou possível nossa chegada até aqui.

FONTE PORTO ITAPOÁ

Vitória pragmática Paraná recupera equilíbrio e passa pelo Figueirense

Renatinho voltou ao time e comandou o meio-campo.

 O Paraná Clube fez a lição de casa. Num jogo de superação, o Tricolor voltou a mostrar um time guerreiro e coeso e venceu o Figueirense-SC por 1x0, na Vila Capanema. O gol foi marcado por Felipe Alves, em jogada com a participação de Renatinho, que voltou ao time, recuperado de uma lesão de joelho. A nota triste foi a lesão de Guilherme Biteco, que rompeu o Tendão de Aquiles e ficará cerca de três meses afastado da equipe.

Vencer era necessário para que o Paraná recuperasse a confiança. Aos 12 minutos, porém, Cristian de Souza já foi obrigado a mexer no time. Biteco saiu para a entrada de Renatinho. Na primeira participação, o R10 – mas desta vez jogando com a 17 – cobrou escanteio com perigo e o Tricolor quase abriu o placar. Não estava fácil encontrar espaços na bem postada defesa do Figueirense. Aos 37, após escanteio, o goleiro Thiago Rodrigues fez o corte antes da finalização de Felipe Alves.

No segundo tempo, o Paraná encontrou o caminho da rede logo aos 4 minutos. Na arrancada de Renatinho pela direita, Gabriel Dias recebeu e cruzou para o cabeceio certeiro de Felipe Alves: 1x0. Com a vantagem, o Tricolor passou a buscar espaços nos contragolpes. Nas investidas do time catarinense, destaque para o goleiro Richard, que fez uma defesa de reflexo no cabeceio de Henan.

Aos 16 minutos, num lançamento longo, Felipe Alves dividiu com Thiago Rodrigues. Na sobra, Renatinho tentou por elevação e quase marcou um golaço. Cristian de Souza colocou Nathan no ataque e aos 36, numa arrancada do Cachorrão, Renatinho mais uma vez finalizou rente à trave. No final, o Paraná baixou as suas linhas de marcação e valorizou o placar, que o colocou na 6ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série B.

Paraná Clube 1x0 Figueirense
Paraná: Richard; Cristovam, Rayan, Eduardo Brock, Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias e Guilherme Biteco (Renatinho)(Luiz Otávio); Robson, Felipe Alves (Nathan) e Minho. Técnico: Cristian de Souza.
Figueirense: Thiago Rodrigues; Welder (Marco Antônio), Bruno Alves, Naylhor e Iago (Guilherme); Zé Antônio, Dudu Vieira e Jorge Henrique; Joãozinho (Índio), Henan e Luidy. Técnico: Marcelo Cabo.
Local: Durival Britto (Curitiba-PR)
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Nailton Júnior de Souza Oliveira (CE) e Renan Aguiar da Costa (CE)
Renda: R$ 66.120,00
Público pagante: 3.519
Público total: 3.712
Cartões amarelos: Gabriel Dias (Paraná). Zé Antônio, Jorge Henrique e Henan (Figueirense)
Gol: Felipe Alves aos 4’ do 2º tempo

Departamento de Comunicação - PRC