segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Foragidos da PEP 1 morre em confronto com o Bope; um deles participou de morte de agente penitenciário

Dois foragidos da PEP 1 (Penitenciária Estadual) morreram em confronto com a Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial), que faz parte do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), na manhã desta segunda-feira (16). A dupla estava escondida em uma casa em construção em Quatro Barras, região metropolitana de Curitiba.
Dupla morreu em confronto com a Rone (Foto: Djalma Malaquias – Banda B)
Segundo o tenente Hoiser, da Rone, tudo começou após várias ligações via 190. “As viaturas vieram patrulhar e se depararam com dois rapazes que revidaram a voz de abordagem com disparos de arma de fogo. Está confirmado que são dois fugitivos da PEP 1, até pelas tatuagens deles”, descreveu à Banda B.
As vítimas foram identificadas como Marlon Magno Freitas Castelhano, de 31 anos, e Evandro Emanuel dos Santos Geraldo, de 32 anos. Marlon era ligado ao PCC  e, em 2010, participou da morte de um agente penitenciário, quando com outros suspeitos tentou arrebatar um preso em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba.
As buscas na região continuam para localizar outros suspeitos.

Notícia Relacionada:
http://www.bandab.com.br/jornalismo/foragidos-da-pep-1-morre-em-confronto-com-o-bope-um-deles-participou-de-morte-de-agente-penitenciario/

Semana começa com sol e temperaturas acima dos 35°C em Santa Catarina

A semana começa com predomínio de sol em todas as regiões de Santa Catarina. A partir da tarde, aumenta a nebulosidade e há chance de chuva isolada do Oeste ao Sul do Estado. A temperatura estará em rápida elevação ao longo do dia. As máximas podem superar 35°C no Extremo-Oeste, no Litoral Sul e Norte. O vento sopra de nordeste, com intensidade fraca a moderada.

Entre a terça e quarta-feira, a previsão do setor de meteorologia da Epagri/Ciram aponta para chance de chuva, mas sem grandes volumes. No restante da semana, o sol predomina devido ao sistema de alta pressão e à massa de ar seco que atua no Sul do Brasil.

A Epagri/Ciram alerta que a exposição ao sol e ao calor requerem cuidados básicos. Importante manter-se hidratado e protegido dos raios solares.  Fique atento ao IUV (Índice Ultravioleta), ver link aqui.

Mais informações:
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5006

Programa Família Paranaense entra na guerra contra o Aedes aegypti

Começou esta semana uma ação educativa do programa Família Paranaense, da Secretaria estadual da Família e Desenvolvimento Social, contra o Aedes aegypti, mosquito que transmite a dengue, zika e chikungunya. A iniciativa conta com o apoio técnico das secretarias estaduais da Saúde e da Educação. 

Para atingir de forma mais efetiva as famílias que moram em áreas de risco, portanto mais vulneráveis ao mosquito, foi desenvolvido um kit didático interativo e com forte apelo visual.

Os kits foram entregues esta semana aos escritórios regionais da Secretaria e já começaram a chegar à maioria dos 562 Cras (Centros de Referência de Assistência Social) de todo o Estado. A expectativa é que a ação cubra os 399 municípios paranaenses.

Além de chegar às mais de 250 mil famílias já atendidas ou em atendimento pelo programa Família Paranaense, os materiais poderão ser usados para outras ações educativas junto à comunidade e em parceria com as unidades municipais de Saúde e Educação. 

Para a coordenadora do Família Paranaense, Letícia Reis, o combate ao mosquito requer a disseminação ampla de informação e a atuação integrada entre o poder público e a sociedade. 

“Estamos apresentando uma forma criativa e adaptada à realidade para municiar a comunidade de informações claras e de fácil entendimento”, explica Letícia. “Neste trabalho intersetorial com as secretarias da Saúde e da Educação, o Família Paranaense busca fortalecer a proteção das famílias mais expostas ao Aedes aegypti.”

DIDÁTICO – O kit foi desenvolvido para ser utilizado nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de todo Paraná e conta com recursos interativos. Um painel “Onde está o Aedes?” apresenta um cenário onde pequenos mosquitos podem ser localizados com a ajuda de uma “lupa”. A cada mosquito descoberto, a ação do agente do Cras é feita indicando qual a forma de prevenção. 

Um material ilustrado sinaliza os sintomas da dengue, chikungunya e zika. Para finalizar a ação, a família leva para casa um “check list” no formato de ímã de geladeira. A ideia é que, ao interagir com o material, adultos e crianças se lembrem do conteúdo e se sintam motivados a participar da prevenção.

CRAS - O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Guaraituba em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba, recebeu o kit didático na quinta-feira (12). 

Equipes da Secretaria e da Secretaria Municipal de Assistência Social, acompanhados da secretária Maria da Silva Souza, participaram na primeira ação no município acompanhados dos agentes municipais de combate ao mosquito e integrantes das secretarias municipais da Saúde e Educação.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Governador Raimundo Colombo sanciona lei do Bem Mais Simples

Para diminuir a burocracia e facilitar o ambiente de negócios no Estado, o governador Raimundo Colombo sancionou, na tarde desta quinta-feira, 12, a lei no 17.071 que institui o Bem Mais Simples. O projeto prevê o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES), com base nas informações constantes da autodeclaração dos empreendedores, para negócios com baixo risco sanitário e baixo potencial poluidor. “Estamos dando um voto de confiança às boas práticas, acreditando na palavra do cidadão e, principalmente, diminuindo os entraves para que o empreendedor perca menos tempo em tarefas simples”, declarou Colombo.

A lei, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira, 13, irá diminuir os entraves para aberturas, licenciamentos, alvarás, fechamentos, entre outros processos para empresas de baixa complexidade, ou seja, com atividades que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e com baixo potencial poluidor.

Para o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa, a medida é uma demonstração de que o poder público precisa enfrentar a burocracia adotando medidas que demonstrem a confiabilidade nas pessoas. “A lei do Bem Mais Simples parte da premissa da boa-fé dos empreendedores e é, dessa forma, que devemos atuar, sem deixar de fiscalizar, mas confiando nas informações prestadas por aqueles que estão ajudando a movimentar a economia de Santa Catarina”, avalia.

Em julho de 2015, foi criado o grupo de trabalho, formado por membros da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Secretarias de Estado da Fazenda (SEF), Saúde (SES), Segurança Pública (SSP), Casa Civil (SCC), Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros Militar, além do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), que coordena os trabalhos. “Iniciamos esta ação há dois anos e criamos uma força-tarefa para atender o setor produtivo. Vemos na simplificação o caminho para fortalecer nossa economia, e tenho certeza que será um grande incentivo aos empreendedores”, garante o secretário da SDS, Carlos Chiodini. 

Ainda em 2015 o grupo de trabalho iniciou a Jornada da Simplificação, passando por cidades como Jaraguá do Sul, Criciúma, Florianópolis, Brusque e Caçador, coletando de informações com os órgãos responsáveis pelo atendimento aos empresários e com as associações para a formulação do projeto. Em junho de 2016, o projeto de lei foi protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), onde foi aprovado por unanimidade em 14 de dezembro do mesmo ano.

“Qualquer alteração ou mudança que venha beneficiar as micro e pequenas empresas temos que comemorar, parabenizar e agradecer. Só em nosso segmento 20 mil empresas serão beneficiadas”, diz o vice-presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), André Gaidzinski.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: michelle@sds.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2261 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br
Maiara Gonçalves
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Casa Civil de Santa Catarina
comunicacao@casacivil.sc.gov.br
(48) 3665-2005 / 9 8843-3497

domingo, 15 de janeiro de 2017

REGIÃO DE CURITIBA REBELIÃO EM PRESÍDIO DE PIRAQUARA DEIXA DOIS MORTOS; OUTROS 26 FUGIRAM

 menos 26 detentos fugiram do Complexo Penitenciário de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, neste domingo (15), segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná citadas pela GloboNews e confirmadas pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR). Além disso, outros dois presos foram mortos durante a tentativa de fuga. Por volta das 11h, uma viatura do Instituto Médico-Legal (IML) foi vista deixando o complexo.

Dezenas de unidades e o helicóptero da Polícia Militar estão na região com objetivo de localizar presos. A fuga teria acontecido na Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP 1).
Segundo as informações dos policiais, pessoas de fora teriam explodido um muro do complexo. Para tirar o foco, os presos começaram um princípio de motim em um dos prédios e, enquanto isso, tiros foram disparados do lado de fora contra algumas das guaritas de segurança do presídio.
Desde as primeiras horas da manhã, muita gente se aglomerou nas entradas da penitenciária. O domingo seria dia de visitas das crianças, mas conforme apurou a Tribuna, com os agentes, as visitas foram suspensas.
Os familiares esperam por respostas. “Estamos sem saber o que está acontecendo. Mas não vamos sair daqui”, disse a esposa de um detento. Alguns dos parentes conseguem conversar com presos que estão do lado de dentro do complexo penitenciário.
Quatro bandidos que deram suporte para a fuga da penitenciária fizeram uma moradora da região refém durante toda a manhã de domingo. Ela foi libertada por volta das 12h30.
Local onde policiais militares teriam entrado em confronto com marginais. Foto: Vagner Ribeiro/Colaboração
Próximo ao presídio houve um confronto entre policiais militares e homens armados. A PM não informa se estes homens eram presidiários que escaparam ou se a situação não tem relação com o que aconteceu no complexo.
A PM, por meio da assessoria de imprensa, disse não ter informações sobre o confronto e, segundo o informe, o que acontece nos arredores do presídio é de responsabilidade do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). A PM informou apenas que está dando apoio à situação no presídio.
O complexo de Piraquara é composto por duas unidades. A Penitenciária Estadual de Piraquara 1 (PEP 1) é de segurança máxima, com capacidade para 723 presos condenados. Já a Penitenciária Estadual de Piraquara 2 (PEP 2) tem 960 vagas. Juntas, somam 1.683 vagas.

Secretaria de Educação convida para reunião relativa ao Transporte Universitário


A Secretaria Municipal de Educação (SME) convida todos os interessados a participarem da reunião relativa ao Transporte Universitário. O encontro ocorrerá no dia 17 de janeiro, às 16h, no plenário da Câmara de Vereadores, situada na Rua Mariana Michels Borges, 1115, Itapema do Norte.

O objetivo da reunião é prestar esclarecimentos acerca da utilização do transporte universitário, para Guaratuba e Joinville, no ano de 2017.

A SME ressalta a importância da participação dos alunos beneficiários do programa.

Da Secretaria Municipal de Educação.

CONFIRA COMO FOI A BAILE DO CLUBE CÉU AZUL

Nesta sexta feira foi realizado mais um baile da 3ªidade do clube céu azul do Pontal animado pelo musical azes de ouro de Joinville, publico presente lotou as dependências do salão a cada baile aumenta a participação dos casais moradores do pontal e figueira e visitantes que vem  de outras cidades para curtir a boa musica e dançar ao som dos anos 60 e 70 em ambiente familiar. Confira as fotos no Face de Miguel Minotto






sábado, 14 de janeiro de 2017

Avião cai com 50 quilos de pasta base de cocaína na região de Loanda

Um Avião caiu na tarde deste sábado (14), no município de Querência do Norte, região de Loanda-PR. O piloto não foi localizado no local, mas na aeronave tinha cerca de 50 quilos de pasta base de cocaína.

Policiais Militares da 3ª CIPM de Loanda, juntamente com as equipes de Querência do Norte, Santa isabel do Ivaí e o serviço de inteligência da equipe do Tenente Ribas, deslocaram para averiguar a situação, quando no local constataram uma aeronave caída em meio a plantações na zona rural, mas nenhuma vítima foi encontrada.

De imediato foi constatado que se tratava de um avião de pequeno porte, usado para o tráfico de entorpecentes, onde em seu interior havia 56 tabletes de pasta base de cocaína, pesando cerca aproximadamente, 50kg da droga.

A droga foi encaminhada à delegacia de Loanda para para as medidas cabíveis.

Formatura de Golfinhos do Balneário Pérola

 Neste sábado 14 foi Realizado a Formatura do 2º Curso de golfinhos no podas vidas posto 11 de guarda vidas do Balneário Perola.
Próximos
3º Curso – Balneário Paese – Posto 13
Inscrições de 09 a 13 de janeiro de 2017;
Realização de 16 a 20 de janeiro de 2017.
4º Curso – Balneário Barra do Saí – Posto 13
Inscrições de 16 a 20 de janeiro;
Realização de 23 a 27 de janeiro de 2017.







PR, Acidente grave entre três carros e caminhão mata motorista e interdita Contorno Norte por três horas

O motorista de um Voyage, com placas de Campo Magro, de 45 anos, morreu na hora em um acidente grave entre um caminhão e três veículos no Contorno Norte (PR-418), na manhã deste sábado (14). A pista ficou completamente interditada, em ambos sentidos, até a chegada do Instituto Médico Legal (IML), por volta as 10h45. A vítima fatal ainda não está identificada oficialmente. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) está no local.
O acidente aconteceu entre Curitiba e Almirante Tamandaré, próximo ao bairro Tanguá, por volta das 7h30. O caminhão e o carro da vítima fatal colidiram de frente e os outros carros não conseguiram frear. O mestre de obras Maikon dos Santos, que dirigia um Fiat Palio, e se envolveu no acidente, disse à Banda B que o motorista pode ter perdido o controle do veículo.
“Eu estava com um amigo e o Voyage estava na nossa frente, acho que ele se perdeu na pista, tentou fazer alguma ultrapassagem e não voltou mais e foi de frente com o caminhão. Foi muito rápido, não consegui frear, a Strada bateu no Voyage, o caminhão perdido bateu no meu carro e deu isso”, contou.
O caminhão seguia sentido Almirante Tamandaré, enquanto os três veículos estavam em sentido Santa Felicidade. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer o motorista do Voyage, que ficou preso às ferragens. “Infelizmemte não deu para fazer mais nada. Colisão de grandes proporções e uma vitima fatal. Remos que aguardar para tirar a vítimas do carro, que está presa”, contou o cabo Osmar.
De acordo com testemunhas, o motorista do Voyage não teria freado. A PRE realizou Boletim de Ocorrência (BO) e a Polícia Científica vai identificar se houve ou não marcas de frenagem.

PRIMEIRO TESTE

O Paraná Clube fez neste sábado (14) o seu primeiro teste de campo na temporada 2017. No CT do Joinville, o Tricolor ficou no empate por 1x1 com a equipe catarinense. Uma boa oportunidade para o técnico Wagner Lopes observar o grupo, visando às disputas de Campeonato Paranaense, Primeira Liga e Copa do Brasil. Os dois times voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, à tarde, no CT Racco - Ninho da Gralha.

Com um elenco ainda em formação – os garotos da base já estarão integrados ao longo da semana –, o técnico Wagner Lopes procurou movimentar todo o grupo neste primeiro teste de campo. Iniciou o jogo-treino com Léo; Diego Tavares, Airton, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana e Jonas Pessalli; Ítalo, Yan Philippe e Vitor Feijão. Bem postado na marcação, o Tricolor teve as melhores oportunidades do primeiro tempo. O Joinville tinha em campo jogadores conhecidos da torcida tricolor, como Fernandinho e Lúcio Flávio.

Logo aos 3 minutos, Yan Philippe arrancou, passou pelo primeiro, mas o zagueiro da sobra fez o corte. Pouco depois, foi a vez de Diego Tavares entrar pela direita e cruzar rasteiro, mas a defesa afastou o perigo. O Paraná voltou a ameaçar a meta do goleiro Jhonatan aos 39 minutos. Na cobrança de falta de Jonas Pessalli, Airton cabeceou para fora. No final, Yan Philippe ainda desperdiçou a chance de abrir o placar, após se livrar da marcação e chutar pela linha de fundo.

Na etapa final, Wagner Lopes trocou quase todo o time. O Paraná entrou em campo com Léo; Júnior, Rayan, Alisson Brand e Igor; Leandro Vilela, Diego Canuto e Zezinho; Matheus Carvalho, Bruno Cantanhede e Renatinho. O Joinville também entrou com seu segundo time. Aos 4 minutos, numa saída errada, o Paraná vacilou e o Joinville não desperdiçou. Gabriel Knapp fez o gol. O Tricolor foi atrás do empate e chegou ao gol aos 14 minutos. Na bola enfiada para Bruno Cantanhede, o atacante dominou e tocou para Matheus Carvalho, que bateu forte, no canto esquerdo do goleiro Matheus: 1x1.

Logo depois, Wagner trocou Vilela por Vitor Feijão e o Paraná seguiu mais incisivo. Alisson sentiu um desconforto muscular e Eduardo Brock retornou à zaga. No final, para evitar uma sobrecarga, Igor saiu para a entrada de Airton na defesa. Aos 40 minutos, o Joinville ameaçou no cabeceio de Bruno Batata, mas o jogo-treino terminou com o placar de 1x1. Um bom teste, na visão de Wagner Lopes.

“Foi muito válido. É natural que os jogadores sintam o desgaste da pré-temporada, que vem sendo muito forte. Fiquei satisfeito com a postura da equipe, com a organização e o equilíbrio entre os setores”, disse Wagner Lopes. “É claro que trata-se apenas de um início de trabalho. É uma construção. Temos muito a melhorar. Principalmente nas transições ofensiva e defensiva”. Wagner elogiou ainda a estrutura oferecida pelo Paraná. “A pré-temporada está excelente. O clube tem oferecido uma boa condição de suplementação, alimentação e descanso. Já completamos duas semanas de concentração e estamos no caminho para deixar o nosso torcedor orgulhoso”.

Departamento de Comunicação - PRC

VERÃO PARANÁ Temporada 2017 tem muita diversão, cultura e informação

Para mostrar o que está acontecendo durante a temporada, direto de um container montado à beira da Praia Brava de Caiobá, na Avenida Atlântica, 1000, a Rádio e Tv E-Paraná apresentam sua programação ao vivo. O jornal É-Paraná - 1ª Edição, apresentado por Barbara Passos, acontece de segunda a sexta-feira, das 11h50 às 12h10. Coladinho ao jornal, Giovanna Pereira, chega com o Boletim É-Esporte. Às 19h40 o jornal É-Paraná - 2ª Edição, apresentado pela jornalista Gizah Szewczak, também conta com entradas ao vivo do Litoral do Estado atualizando serviços e informações.

O É-Cultura, programa que apresenta um cenário cultural com novidades, destaques, curiosidades, além da conversa com artistas que agitam o cenário cultural do Paraná, também será apresentado ao vivo no dia 20 de janeiro, sexta-feira, às 13h.

A Rádio É-Paraná, nas sextas e sábados, também desce a serra e apresenta do Litoral o programa Distribuição Nacional. Aos sábados, o programa vai receber artistas acompanhados de boa música com bandas ao vivo.

DJ E POCKET SHOWS - Nas sextas-feiras a É-Paraná, em um espaço especial à beira mar, realiza a apresentação de DJs, e aos sábados, pocket shows, das 18h às 19h30. Se apresentam no dia 28 de janeiro Kid Vinil e o grupo Carne de Onça. No dia 04de fevereiro é a vez de Iria Braga e banda, dia 11 de fevereiro Felip Harp e banda e para encerrar dia 18 de fevereiro o grupo Mulamba. Nos dias 14 e 21 de janeiro, sábado, os djs voltam para animar o início da noite, das18h às 20h. 

Desse espaço quem estiver no Litoral poderá conferir informações e serviços como balneabilidade, estradas, dicas, eventos e promoções.

Tudo isso acompanhado de perto pelo departamento de Mídias Digitais da É-Paraná que mostra toda essa movimentação com muita agilidade e criatividade.

LÚDICAS E EDUCATIVAS - O Detran também vai estar mais perto do veranista. Além da autarquia oferecer serviços de habilitação e veículos, esclarecer dúvidas, consultar processos, pontuação de CNH e realizar cadastros no sistema Detran Fácil, realiza outras ações de trânsito para educar e divertir. Em uma tenda armada na praia brava de Caiobá, de 13 de janeiro a 19 de fevereiro, acontecem as atividades lúdicas, jogos educativos de trânsito para crianças e adultos.

Das 14h às 18h, haverá atividades diárias, como tabuleiro gigante, atividades lúdicas e jogo da memória sobre sinalização de trânsito. Os servidores do Detran irão distribuir brindes para as crianças como mini multas, livros para colorir e jogo tabuleiro Transito Mais Seguro.

SE LIGA - Para alertar sobre os riscos da combinação entre álcool e direção o Detran realiza a abordagem do “Se liga no trânsito – Se beber não dirija” contará com apoio da Assessoria Especial de Juventude e vai alertar sobre os riscos da combinação entre álcool e direção. Assim o Detran vai percorrer os bares e restaurantes de Caiobá, Matinhos e Praia de Leste, de sexta-feira a domingo, das às 22h e 0h.

CULTURA E ESPORTE - A Secretaria do Estado da Cultura, todos os sábados, realiza apresentações culturais para as crianças, sempre às 17h.

A Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo também realiza atividades recreativas e entretenimento durante o Verão Paraná 2017. Até 06 de fevereiro acontecem atividades recreativas e esportivas, de terça a domingo em Matinhos, Caiobá e Pontal do Paraná, Ipanema, além das equipes itinerantes que vão atender diversos balneários do Litoral.

A Secretaria promove também ações comunitárias sob coordenação técnica de equipe de outras Secretarias de Estado ou das prefeituras municipais. São informações turísticas, atividades ecológicas, educação ambiental e para o trânsito, apresentações culturais e muitas outras atividades.

WI-FI - A Companhia Paranaense de Energia (Copel) colocou à disposição, gratuitamente, 20 pontos de rede wi-fi nas orlas de Matinhos, Caiobá, Guaratuba e Praia de Leste, até final de fevereiro. Cada ponto tem conexão que abrange cerca de 300 metros.

Para ter acesso à rede é preciso conectar o laptop, celular ou tablet e procurar as redes sem fio disponíveis. Nas áreas de alcance aparecerá a opção CopelTelecom e, ao solicitar a conexão, o veranista será redirecionado para um pré-cadastro.

É necessário preencher um cadastro com nome, número do celular, endereço de e-mail e número do CPF. Cada usuário recebe um login e uma senha, enviados por e-mail e para o telefone celular, para ter acesso livre à rede. Desde que a conexão foi disponibilizada, no domingo (1º), a Copel já contabilizou mais de 1,8 mil usuários cadastrados.

DUCHAS ECOLÓGICAS - A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) está instalando 60 duchas para banho em pontos de maior movimento nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná. A chuveirada é gratuita e faz parte do projeto Chuá, que busca reduzir o consumo de água tratada e dar conforto aos banhistas. 

Serão instalados chuveiros em 10 pontos: em Guaratuba, na Praia do Cristo, na Praia Central e em Caieiras; em Matinhos, na Praia Mansa, em frente ao Mapping, em frente à Casa do Camarão e em frente ao edifício Top Line. Em Pontal do Paraná, as duchas serão instaladas na entrada principal da Praia de Leste, na entrada principal de Ipanema e em frente ao posto dos bombeiros em Pontal do Sul. Em cada ponto, devem ser instalados de três a oito chuveiros, conforme a movimentação. Os chuveiros funcionarão diariamente das 9h às 19h.

O Verão Paraná 2017 conta com o apoio da Secretaria de Estado da Comunicação Social, do Instituto Ambiental do Paraná e do Instituto Águas Paraná.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Governador Raimundo Colombo sanciona lei do Bem Mais Simples

Para diminuir a burocracia e facilitar o ambiente de negócios no Estado, o governador Raimundo Colombo sancionou, na tarde desta quinta-feira, 12, a lei no 17.071 que institui o Bem Mais Simples. O projeto prevê o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES), com base nas informações constantes da autodeclaração dos empreendedores, para negócios com baixo risco sanitário e baixo potencial poluidor. “Estamos dando um voto de confiança às boas práticas, acreditando na palavra do cidadão e, principalmente, diminuindo os entraves para que o empreendedor perca menos tempo em tarefas simples”, declarou Colombo.

A lei, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira, 13, irá diminuir os entraves para aberturas, licenciamentos, alvarás, fechamentos, entre outros processos para empresas de baixa complexidade, ou seja, com atividades que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e com baixo potencial poluidor.

Para o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa, a medida é uma demonstração de que o poder público precisa enfrentar a burocracia adotando medidas que demonstrem a confiabilidade nas pessoas. “A lei do Bem Mais Simples parte da premissa da boa-fé dos empreendedores e é, dessa forma, que devemos atuar, sem deixar de fiscalizar, mas confiando nas informações prestadas por aqueles que estão ajudando a movimentar a economia de Santa Catarina”, avalia.

Em julho de 2015, foi criado o grupo de trabalho, formado por membros da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Secretarias de Estado da Fazenda (SEF), Saúde (SES), Segurança Pública (SSP), Casa Civil (SCC), Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros Militar, além do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), que coordena os trabalhos. “Iniciamos esta ação há dois anos e criamos uma força-tarefa para atender o setor produtivo. Vemos na simplificação o caminho para fortalecer nossa economia, e tenho certeza que será um grande incentivo aos empreendedores”, garante o secretário da SDS, Carlos Chiodini. 

Ainda em 2015 o grupo de trabalho iniciou a Jornada da Simplificação, passando por cidades como Jaraguá do Sul, Criciúma, Florianópolis, Brusque e Caçador, coletando de informações com os órgãos responsáveis pelo atendimento aos empresários e com as associações para a formulação do projeto. Em junho de 2016, o projeto de lei foi protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), onde foi aprovado por unanimidade em 14 de dezembro do mesmo ano.

“Qualquer alteração ou mudança que venha beneficiar as micro e pequenas empresas temos que comemorar, parabenizar e agradecer. Só em nosso segmento 20 mil empresas serão beneficiadas”, diz o vice-presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), André Gaidzinski.

Informações adicionais para a imprensa
Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: michelle@sds.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2261 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br
Maiara Gonçalves
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Casa Civil de Santa Catarina
comunicacao@casacivil.sc.gov.br
(48) 3665-2005 / 9 8843-3497

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Morcegos são encontrados caídos em cidade da RMC e prefeitura alerta para casos de raiva


Nos primeiros dias de 2017, quatro morcegos foram encontrados caídos no chão no Centro de Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Três deles foram encontrados na Rua Maria de Lourdes Graboski Kampa e um em frente à Praça Dr. Vicente Machado. Todos foram encaminhados para análise do Laboratório Central do Estado (Lacen) para verificar se havia contaminação pelo vírus da raiva.
Em 2016, a cidade identificou um morcego caído em região urbana com a doença, enquanto que em 2015 dois casos foram registrados. Por isso, o Centro de Controle de Zoonoses alerta aos moradores para que não toquem caso encontrem o animal. A precaução também é válida para os animais de estimação, que não devem ser deixados em contato com morcegos, pois se eles forem contaminados, podem transmitir o vírus.
Alguns sinais da doença geralmente estão associados a sintomas ou hábitos não comuns dos morcegos, como por exemplo, estar com dificuldade para voar, agressividade, desorientação, voos de dia (o normal seria à noite) ou caído no chão. A raiva é uma doença grave que afeta o sistema nervoso central e pode levar à morte.
O CCZ solicita que se alguém encontrar um morcego caído no chão, entre em contato com o serviço para que seja recolhida uma amostra do animal e seja encaminhada para análise. O ato é importante para que os possíveis casos sejam notificados e ações de saúde pública sejam organizadas. A primeira orientação é que a pessoa coloque um balde em cima do animal para que ele possa posteriormente ser recolhido pela equipe de saúde.
“Precisa haver o cuidado de não pegar o animal nas mãos, pois ele pode arranhar ou morder instintivamente. Lembrando que é normal esses animais voarem no céu e estarem em seu habitat. O problema incide se forem em ocasiões suspeitas. Não devemos capturá-los ou matá-los só por maldade. Nem todos estão contaminados com a raiva e eles são importantes para o equilíbrio da fauna e da flora, pois ajudam a espalhar sementes e no controle de insetos”, ressalta o médico-veterinário Jessé Henrique Trupel.
Se alguém tiver contato por acidente com esse mamífero, deve lavar bem o local ferido e procurar uma unidade básica de saúde para obter atendimento. A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) registrou o último caso de raiva humana no Paraná em 1987. Em 2005 foi notificado um caso de raiva canina/felina no estado (no ciclo urbano, no ciclo silvestre o vírus continua circulando em animais como morcegos).
Serviço
Mais informações podem ser obtidas com o CCZ pelo telefone 3901-5286. O endereço do serviço é Estrada Municipal DT 606, Nº 303, Roça Nova.

Aumenta participação do agronegócio nas exportações paranaenses


A participação na receita das exportações do agronegócio do Paraná na balança comercial brasileira aumentou de 13,19% em 2015 para 13,54% no ano de 2016. A abertura de novos mercados impulsionou as exportações do agronegócio paranaense no ano passado, contribuindo para dar sustentação à balança comercial do Estado. Os produtos do agronegócio são os que mais pesam na balança comercial do Estado, correspondendo a 75% de todas as exportações paranaenses realizadas no ano passado.

Apesar do aumento da participação do agronegócio paranaense em relação ao brasileiro no ano de 2016 e forte participação no resultado final da balança comercial, houve redução em volume e receita do agro paranaense, mas em menor proporção do que a ocorrida no brasileiro. Enquanto no âmbito nacional a queda na receita foi de 3,73%, na estadual a redução foi de apenas 1,2%. Já em relação ao volume, o recuo nas exportações brasileiras foi de 2,68%, enquanto que no Paraná foi de 2,36%.

CHUVAS - Vários fatores contribuíram para a redução das exportações do agronegócio paranaense, sendo o principal deles a perda de 5 milhões de toneladas de milho e soja por causa do excesso de chuvas na colheita da safra 2015-2016. Os dois produtos deixaram de circular no Estado na forma de grãos, carnes e derivados, refletindo nas exportações do agronegócio paranaense. 

A variação do câmbio também influenciou no resultado final do faturamento. A receita do agronegócio paranaense, em 2016, atingiu US$ 11,5 bilhões, cerca de US$ 140 milhões a menos que no ano anterior, quando o faturamento atingiu US$ 11,64 bilhões.

Produtos como soja e carne de frango continuam na liderança das exportações, mas no ano passado, o aumento das exportações de açúcar e de carne suína foram os principais destaques que influenciaram no aumento das exportações do Paraná.

Para o secretário da Agricultura Norberto Anacleto Ortigara, o desempenho poderia ter sido melhor, no entanto, clima, economia instável, câmbio com oscilações e o recuo nos preços das commodities foram os principais fatores que influenciaram na balança comercial do estado e do país. 

“Esperamos um cenário melhor para 2017 diante da expectativa de uma safra de primavera/verão de 23,1 milhões de toneladas, aproximadamente 15% superior a obtida na temporada passada e que está próxima de ser consolidada com a intensificação da colheita que está em fase inicial. Isso anima o setor produtivo, dá um fôlego maior aos produtores e a indústria da carne de frango, que trabalharam com margens apertadas em 2016”, disse Ortigara. 

O diretor do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, Francisco Carlos Simioni, explica que o carro-chefe das exportações paranaenses ainda são os produtos do agronegócio. 

“Em 2016, apesar das influências da política brasileira que atingiram setores vitais da economia, os produtores rurais paranaenses continuaram investindo em tecnologia, em insumos de base como uma adubação bem feita e no uso de máquinas e recursos modernos, caminhando para uma agricultura moderna, de precisão no Estado”, ressaltou.

Box 1

Soja continua liderando as exportações
A soja em grão continua como líder de exportação, ao lado da carne de frango. No ano passado, no estado, foram exportados 7,97 milhões de toneladas de soja, volume 2,5% acima do ano anterior (2015). Apesar do aumento na exportação, a receita foi menor por causa da variação do dólar. Em 2016, a receita acumulada com a exportação de soja foi de US$ 2,95 bilhões, que corresponde a uma queda de cerca de US$ 500 milhões em relação ao ano anterior, quando o valor das exportações da oleaginosa atingiu um total de US$ 3 bilhões.

Segundo o economista do Deral, Marcelo Garrido, o câmbio variou muito durante todo o ano de 2016, o que influenciou no resultado final. O principal destino da soja paranaense foi a China, que importou 89,2% de todo o volume embarcado, correspondendo a 7,11 milhões de toneladas enviadas para aquele País. Outros países como Tailândia, Taiwan, Paquistão e Rússia também compraram a soja paranaense.

Em contraponto à soja, o milho - que se destacou na pauta de exportações em 2015 -, teve queda de cerca de 50% no volume exportado no ano passado. Em 2016, o Paraná exportou apenas 1,84 milhão de toneladas de milho em grão, praticamente a metade do ano anterior (2015), quando foram exportados 3,64 milhões de toneladas.

A receita caiu na mesma proporção. Segundo Edmar Wardensk Gervásio, responsável técnico estadual pela área de milho no Deral, o faturamento com as exportações de milho atingiram US$ 305 milhões no ano passado, contra US$ 608 milhões em 2015. Em 2016, o Paraná e o Brasil tiveram queda na produção de milho por causa de problemas climáticos. A redução da oferta do produto provocou forte aquecimento da demanda e elevação dos preços no mercado doméstico, o que contribuiu para reduzir as exportações. “A prioridade foi garantir o abastecimento do mercado interno”, explicou.

Os principais destinos do milho paranaense foram o Vietnã, que comprou 22% do total exportado, seguido do Japão, com participação de 17,3% e do Irã, que comprou 10,7% do volume de milho exportado. 

AÇÚCAR - A exportação paranaense de açúcar em 2016 foi de 2,6 milhões de toneladas, o que apresenta um aumento de 12,3% comparativamente a 2015. Assim a participação dessa commoditie na balança comercial do Paraná atingiu 5,9% do total das exportações paranaenses.

A receita aumentou 13,3%, com o ingresso de US$ 898,7 milhões, apesar do preço do açúcar estar estabilizado a US$ 336 a tonelada no mercado externo. Segundo o economista do Deral, Dizonei Zampieri, a redução da oferta do açúcar originário da Índia, o segundo maior exportador de açúcar do mundo, abriu brechas para exportação do açúcar paranaense e brasileiro. A índia perdeu produção com dois anos seguidos de falta de chuvas e com isso não pôde atender a demanda internacional. O Paraná é o terceiro estado exportador de açúcar e os principais destinos do açúcar brasileiro são a Rússia, China, Egito e Emirados Árabes. 

Box 2

Exportação de carna suína cresce 45%
A exportação de carne suína foi a que mais cresceu no volume de exportação de carnes paranaenses. Em 2016, o Paraná exportou quase 94 mil toneladas, 45,5% de aumento em relação ao volume exportado em 2015, quando foram exportadas 65 mil toneladas do produto.

De acordo com os dados Agrostat/Secex, a receita subiu 33%, passando de US$ 148 milhões em 2015 para US$ 197 milhões em 2016. Cerca de 50% do volume exportado foi para Hong-Kong, seguido do Uruguai, que comprou 17,1% do volume de exportações e da Argentina, que ficou com 10,1% das exportações.

O Paraná foi o terceiro estado que mais exportou carne suína no País, com 13% de participação nas exportações brasileiras deste item. Em 2016, o Brasil contou com a abertura do mercado chinês para alavancar as exportações. Ainda de acordo com a Secex, o Brasil aumentou em 32,8% no volume e em 16,3% na receita obtida com as exportações de carne suína.

O principal mercado para a carne suína brasileira continua sendo a Rússia, com 34% de participação, seguido de Hong-Kong, com 22,8%. Mas só a China, que voltou a comprar do Brasil no ano passado, comprou o equivalente a 12,2% do volume exportado.

CARNE BOVINA - As exportações de carne bovina do Paraná tiveram um desempenho mais tímido em 2016, mas em ascensão, com a entrada do Irã comprando carne in natura paranaense. O Estado exportou um total de 30.625 toneladas no ano passado, um aumento de 29% sobre as exportações do ano anterior, cujo volume foi 23,7 mil toneladas.

A receita aumentou 39%, passando de US$ 77,4 milhões em 2015 para US$ 107,5 milhões em 2016. Segundo o médico veterinário do Deral, Fábio Mezzadri, só o Irã aumentou em 235% o volume de compras de carne bovina, com a queda das restrições para compra de carne in natura do Paraná. Outros principais destinos foram Hong-Kong, Chile e Rússia.

FRANGO - O Paraná continua sendo o maior produtor e maior exportador de carne de frango, apesar da ligeira queda no preço do produto no mercado internacional. Em 2016, as exportações de frango aumentaram 4% em volume, mas tiveram queda de 2,12% na receita de acordo com os dados do Agrostat/Secex e o Sindicarne-PR.

O Estado exportou 1,5 milhão de toneladas de carnes de frango, contra 1,48 milhão de toneladas exportadas no ano anterior. A receita caiu de US$ 2,36 bilhões, em 2015, para US$ 2,31 bilhões no ano passado. Os principais destinos do frango paranaense são a Arábia Saudita, China, Emirados Árabes e Japão.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Operação Veraneio: Secretário da Segurança Pública faz visita de inspeção às unidades do Corpo de Bombeiros no Litoral Norte


O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, acompanhado do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Onir Mocellin, realizou na manhã desta quinta-feira, 12, visita de inspeção da Operação Veraneio às unidades do Corpo de Bombeiros Militar sediadas no Litoral Norte. Foram vistoriadas as unidades de Porto Belo, Bombinhas, Perequê e Mariscal mais Balneário Camboriú, Praia Brava, Itajaí e Itapema.

Durante a visita, o secretário e o comandante-geral do CBM passaram em vários pontos observando o turismo, as condições de segurança e analisando se tudo transcorre dentro do planejado. O trabalho dos salva-vidas militares e civis foi elogiado pelo rápido atendimento feito por esses profissionais que atuam no salvamento dos banhistas.

É muito importante que o secretário e os comandos se façam presentes junto às nossas tropas nas áreas de operação para prestar-lhes suporte, apoio e reconhecimento. Os resultados obtidos até aqui são excelentes", destacou César Grubba.
A inspeção ocorre todos os anos e visa garantir que todo o planejamento da Operação Veraneio seja executado com excelência, bem como para avaliar novas necessidades que possam ser aplicadas na próxima operação.

12º Batalhão de Balneário Camboriú
No último dia 4 de janeiro, o secretário esteve em Balneário Camboriú, onde visitou diversos pontos para avaliar a execução da Operação Veraneio no município. Na oportunidade, aprovou o trabalho realizado pelos policiais do 12º BPM e observou que a Operação Veraneio 2016/2017 transcorre dentro do planejado.

O comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Balneário Camboriú, tenente-coronel Evaldo Hoffmann, fez uma argumentação detalhada ao secretário Grubba, relatando dados estatísticos sobre o andamento da Operação Veraneio, bem como o desenvolvimento e o atendimento de ocorrências. Ele também reforçou a importância da aeronave da PM, baseada na sede do 12° BPM.

Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Segurança Pública
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.brFone: (48) 3251-1117 / 98843-7615
Site: www.ssp.sc.gov.br